Nomes de empresas e valores de benefícios fiscais serão divulgados, Bauer vai às bases tucanas, o encontro de Pinho e Udo Döhler entre outros destaques

Eli está preocupado com os benefícios fiscais.

A Secretaria de Estado da Fazenda irá publicar até julho, o nome de cada empresa e o valor de seus respectivos benefícios fiscais concedidos pelo Estado. Segundo o secretário Paulo Eli, cerca de 80% dos benefícios não tem a chamada validade jurídica perfeita, pois não tiveram a autorização do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Eli explica que a Lei 160 de agosto do ano passado, deu a oportunidade aos Estados para que convalidem os benefícios dado às empresas. Para isso, o Governo publicou atos normativos em março, e serão publicados os atos concessivos com a consequente divulgação dos nomes dos beneficiados. Porém, o secretário faz um alerta, que somente serão legalizados junto ao Confaz, os benefícios de empresas que deram retorno para a sociedade catarinense. “Não sou contra o benefício, mas, sou contra o excesso, porque faz com que as empresas não recolham o ICMS”, relatou o secretário.

Além de estar preocupado com o montante da renúncia fiscal que faz falta aos cofres do Estado, Paulo Eli também entende que as empresas beneficiadas geram uma concorrência desleal com as que não foram beneficiadas. Pelos cálculos, a renúncia tem o valor estimado para o próximo ano, chegando a casa dos R$ 5,8 bilhões. A ideia, é que até 2020 o valor baixe para pelo menos, R$ 4 bilhões.

Por outro lado, Eli destacou que os benefícios foram importantes para ajudar no fortalecimento das empresas o que contribuiu para que Santa Catarina saísse da crise. “Mas tem benefício ad aeternum. Um exemplo, é que tem alguns que são transferidos de pequenas empresas para grandes redes de varejo, pois, essas usufruem de benefício de pequenas empresas”, relatou com preocupação.

O Tribunal de Contas do Estado também quer saber quais os valores e, quem foi beneficiado. Por isso, o TCE nomeou a sua chamada “tropa de elite”, que inclusive ganhou uma sala próximo a Secretaria da Fazenda, para fazer uma varredura em todos os contratos de renúncia fiscal a favor de empresas.

Posicionamento

De acordo com o empresário Antônio Rebelatto, o Democratas de Chapecó apoiará o candidato ao Governo do Estado com o qual o partido estiver coligado. Esse posicionamento deixará o vereador Ildo Antonini entre a cruz e a espada, caso os demistas realmente fechem uma aliança com o MDB, já que ele é da base do prefeito Luciano Buligon (PSB) e apoiador do pré-candidato Gelson Merisio (PSD).

Rebelatto quer a união dos demistas

Já no PR

Conversei com o vice-prefeito de Chapecó Elio Cella (PR), que é pré-candidato a deputado estadual. Cella me disse esses dias num supermercado da cidade, que mesmo que os republicanos não coliguem com o PSD, que o seu apoio será ao pré-candidato Gelson Merisio (PSD), se ele encabeçar a aliança com o Progressistas e demais partidos.

Cella apoia Merisio

Bauer com as bases

Acompanhado do presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, o pré-candidato tucano ao Governo do Estado, senador Paulo Bauer, segue a sua agenda, conforme adiantei ontem nesta coluna. Outro ponto também adiantado, é que o partido seguirá com o discurso da manutenção de Bauer como o seu nome para a eleição. Chamou a atenção que as bases estão fechadas com o projeto do senador, tanto, que ontem em um restaurante de São Carlos, o prefeito de Pinhalzinho, Mario Afonso Woitexen, anunciou durante almoço que está à disposição para ser coordenador da campanha de Bauer na região. Segundo ele, os tucanos do Oeste não aceitam outra alternativa que não seja Bauer como candidato ao governo. Presentes, líderes do partido de Águas de Chapecó, Palmitos, Caibi, Cunhataí, Cunha Porã, Guatambu, Riqueza e Mondai. Bauer e Vieira que cumprem uma extensa agenda até amanhã, fazem o certo. Sentirão junto as suas bases qual é o sentimento em relação ao inquérito que está sendo aberto contra o senador. A assessoria de Paulo Bauer disse que a única resposta é seguir trabalhando e visitando a todas as regiões do estado. “A resposta a quem está acusando ele, é trabalho.”, disse.

Se defendeu

Durante a sua fala nos encontros com as bases tucanas do Oeste, o pré-candidato ao Governo do Estado, senador Paulo Bauer (PSDB), se defendeu. Ele voltou a dizer que é inocente, que não teme qualquer investigação e que o seu caso não tem ligação com a Operação Lava Jato. Na avaliação de alguns partidos que conversam com os tucanos, esse pode ser um problema em ter Bauer na cabeça da aliança, que é a necessidade de se explicar em todos os lugares em que vai.

Sabatina do Merisio

A equipe do deputado estadual Gelson Merisio (PSD), passou o dia de ontem trabalhando na organização do espaço no Lang Palace Hotel em Chapecó, onde acontecerá hoje as 10h, a Sabatina Regional com Merisio. O meu colega Pedro Viana da Super Condá AM 610 e eu, estaremos como alguns dos convidados da imprensa para participar fazendo perguntas. A transmissão é feita pela página do parlamentar ao vivo pelo Facebook.

Encontro

Ontem a tarde o gabinete do prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB), estava movimentado. É que o pré-candidato ao Governo do Estado, deputado Gelson Merisio (PSD), foi fazer uma visita a um de seus principais apoiadores, que é Buligon. Durante a conversa, todo o cenário e as movimentações dos partidos foi avaliado. Um café da manhã será realizado amanhã as 08h40, na sede do PSD de Chapecó. Será um encontro microrregional para discutir o lançamento da pré-candidatura de Merisio no próximo dia 26 entre outros assuntos.

Presidente da Alesc

O quadro de saúde do presidente da Assembleia Legislativa Aldo Schneider (MDB), segue estável. Ontem ele passou por um pequeno procedimento cirúrgico de traqueostomia. A medida foi tomada pelos médicos conforme escrevi ontem, por conta de uma reação causada pela radioterapia, que acabou por obstruir as vias respiratórias do deputado. Após o procedimento, Schneider permanece internado no Hospital Baía Sul. O quadro é considerado estável. O deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB), amigo de Aldo, fez uma rápida visita. Quando questionada, a assessoria do presidente da Alesc, disse que mesmo com o isolamento, Peninha foi até o hospital e conseguiu entrar. Outro deputado que está tentando fazer uma visita, é Valdir Cobalchini (MDB).

Pavan sem alteração

De acordo com boletim médico divulgado ontem ao final da tarde, o deputado estadual Leonel Pavan (PSDB), internado desde segunda-feira (14) quando sofreu um AVC, segue sem apresentar mudança. Ele está em coma induzido, com a atividade cerebral sendo monitorada. Ontem os médicos voltaram a colocar Pavan para respirar por aparelhos, o que dará mais conforto. O caso é considerável grave. O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), passará hoje no Hospital da Unimed em Balneário Camboriú para fazer uma visita.

Pinho e Udo

Após cerca de 40 minutos de conversa, o prefeito de Joinville Udo Döhler (MDB), foi visto saindo sorridente do gabinete do governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), na manhã de ontem. Durante o encontro, eles renovaram a disposição de trabalhar em parceria, com foco prioritário na área da Saúde. De acordo com Döhler, 41% dos investimentos da prefeitura estão sendo destinados ao setor. De imediato, Pinho Moreira confirmou que estará em Joinville no próximo dia 30, para uma agenda de trabalho. “O prefeito apresentou demandas importantes e legítimas, principalmente na área da saúde. Vamos priorizar ações conjuntas”, disse Moreira.

Aproximação estratégica

Desde que assumiu, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) esteve algumas vezes em Joinville, quando não foi para se reunir com o prefeito Udo Döhler (MDB), eles se encontraram em algum ato. Pinho Moreira quer uma aproximação estratégica com o prefeito do maior município do estado, pois sabe da força que Udo leva para uma possível convenção, e também para tentar apagar qualquer vestígio das declarações feitas pelo pré-candidato a governador, deputado Mauro Mariani (MDB), que acusou o que chamou de “outro lado”, de terem queimado o prefeito.

Inauguração republicana

Acontece hoje em Florianópolis, a inauguração do Centro Integrado de Riscos e Desastres (CIGERD), e da nova sede da Secretaria de Estado da Defesa Civil. O Centro irá unificar o serviço em torno do monitoramento de fenômenos meteorológicos em todo o território catarinense. Com a integração dos setores na sede em Capoeiras, na área continental da cidade, o governo quer prestar informações mais ágeis de qualidade ao cidadão perante as condições climáticas. Ontem o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) ligou para o ex-governador Raimundo Colombo (PSD), o convidando para participar do ato. Segundo uma fonte, o gesto de Pinho Moreira foi de reconhecimento a Colombo, que foi quem começou a obra.

Já se sacrificou

Essa é a ideia do pré-candidato a deputado federal, Claudio Vignatti (PT). Ele está cumprindo agenda e buscando apoio para o seu projeto à Câmara Federal. “Estou surpreso positivamente”, me disse. Quando questionado a respeito do deputado Pedro Uczai (PT), que deseja disputar a reeleição. Vignatti disse que vai cobrar de seu colega de partido, que segundo ele, teria dito na eleição passada que seria o seu último pleito a deputado federal. “Ele tem viabilidade majoritária. Eu dei a minha cota de sacrifício disputando duas eleições majoritárias. Estou há 8 anos sem mandato”, afirmou Vignatti, destacando que as pessoas tem saudade dele como parlamentar.

Renovação

Desde fevereiro deste ano, quando venceu o convênio entre o Executivo estadual e o Tribunal de Justiça para realização de exames de DNA em processos judiciais de pessoas carentes, o assunto passou a ser tratado pelo secretário da Casa Civil, Luciano Veloso Lima, com apoio da Secretaria da Fazenda e da Udesc. Com a articulação junto aos órgãos e a viabilidade de descentralização dos recursos, o convênio pôde ser renovado ontem, pelo Judiciário e pela Udesc, que realiza os exames em laboratório no município de Lages.

Ações trabalhistas

Um dado muito importante. Com a aprovação da reforma trabalhista, o número de processos na Justiça do Trabalho de Santa Catarina caiu 44%. Passou de 22.467 no primeiro trimestre de 2017, para 12.639 no mesmo período em 2018. Os dados foram divulgados pelo deputado federal Rogério Marinho, relator do projeto de lei que modernizou as relações trabalhistas. Ele ministrou palestra sobre o tema durante encontro na Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), realizado ontem em Florianópolis, ocasião em que recebeu uma homenagem da entidade. No evento, promovido pelo Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM), o deputado lançou o livro “Modernização das Leis Trabalhistas – O Brasil Pronto para o Futuro”.

Crise petista

O governador do Ceará Camilo Santana (PT), está fazendo sérias críticas ao seu partido. Ele acusa as lideranças de estarem se suicidando ao defenderem a candidatura do ex-presidente Lula. Deputados e senadores petistas lançaram uma nota ontem, onde seguem defendendo que Lula seja o candidato, tanto, que está mantida a ideia de registrar o líder petista, mesmo estando na cadeia.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest