Moreira surpreende a todos

No Sul do estado, terra de Eduardo Moreira, a leitura é de que ele surpreendeu a todos, inclusive com os quem vinham conversando com ele nos últimos dias. Aliás, há quem diga que a surpresa foi tamanha que entre os surpreendidos pode estar a própria esposa Nicole, que era uma entusiasta da candidatura. Tudo isso porque no caminho entre a Casa da Agronômica e a reunião da cúpula do MDB, houve uma conversa de quase uma hora entre ele e o deputado federal Mauro Marini. Foi no Hotel Plaza Florianópolis. Diz uma fonte que estava na reunião do MDB, mais tarde, que Mariani “ficou branco” quando Moreira anunciou sua decisão de abrir mão da disputa em prévia. Antes de tentar entender o que vai acontecer daqui por diante, a curiosidade da maioria é saber o que levou Moreira à desistência. O mais provável é que ele tenha dado “um drible” num grupo do MDB que se preparava para “dribla-lo” na convenção. Moreira tinha o cálculo dos votos na convenção. Deve se anotar que entre o discurso de Moreira de que a sua desistência tem a ver com a necessidade de unir o MDB e as eleições, existe um longo caminho a percorrer.

Possibilidade

Mauro Mariani pode ficar sem o PMDB fechado em torno do seu nome se a tal harmonia emedebista não se concretizar. Eduardo Moreira já deu o aviso de que sai da disputa porque está muito difícil de administrar o Estado, alegação que alguns entendem como sinalização de que o candidato não poderá contar com a máquina pública a seu favor.

Segundo turno

Numa eleição com três grandes candidaturas (PSDB, PSD com PP e MDB) dificilmente o MDB ficará em terceiro, mas há quem não desconsidera esta possibilidade. Neste caso o PSDB será mais aliado que ninguém de Moreira em um eventual segundo turno de um candidato tucano contra os maiores adversários de Moreira: Gelson Merísio e Esperidião Amin. O PSDB teria pelo menos a simpatia do governador que poderia ajudar a escolher para quem entregar o cargo em dezembro.

Reflexos

Os dois políticos possivelmente mais felizes com a decisão de Eduardo Moreira sejam Esperidião Amin e Gelson Merísio. O mais afetado, aparentemente, é Napoleão Bernardes, que era o preferido de Moreira para ser vice. O próprio Paulo Bauer sofre prejuízo, pois ele e Mariani possuem base eleitoral no norte.

E agora…

Primeiro foi o PSD que confirmou o seu candidato, ontem foi o MDB e agora se espera um movimento mais contundente do PSDB. O partido tucano segue sob a desconfiança dos efeitos que a investigação da Hypermarcas pode provocar sobre o candidato Paulo Bauer.

Reclamação do Sul

A desistência de Eduardo Moreira deixa o Sul órfão de candidato na majoritária. Existe um nome até então pouco exposto, mas muito disposto. Trata-se do deputado João Paulo Kleinubng (DEM), que tem fortes raízes na região. Sua esposa é de Criciúma. Aparentemente passa a ser o chamado candidato do sul. Afora ele, pode haver alguma surpresa com o deputado Jorge Boeira (PP). E fica nisso.

Influência

Aquela incursão de dois emissários de Eduardo Moreira apelando ao prefeito Clesio Salvaro (Criciúma) para abraçar uma campanha em favor da candidatura do governador à reeleição, interferindo no PSDB para apoiá-lo, pode ter tido forte influência na decisão de Moreira. É o que alegaram ontem aliados do governador. Se é ou não real só Moreira pode responder, mas o que evidente é que as relações de MDB e o governo Salvaro devem azedar.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest