Merisio vai a Brasília para discutir aliança, Podemos quer palanque do Progressistas em SC, MDB constrangido com Paulo Afonso entre outros destaques

O pré-candidato ao Governo do Estado, deputado Gelson Merisio (PSD), embarca hoje de manhã para Brasília. De acordo com uma fonte, ele se reunirá com os também pré-candidatos Esperidião Amin (Progressistas), João Paulo Kleinubing (DEM), e até mesmo com Jorginho Mello (PR). A agenda deve durar o dia inteiro, pois, a volta está agendada para o final da tarde. Merisio, Amin, Kleinubing, Paulinho Bornhausen (PSB), Raimundo Colombo (PSD) e outras lideranças, tem se reunido com frequência. O teor das conversas ninguém ousa abrir, há de fato, um “pacto de silêncio”, porém, há um suposto acordo para que uma decisão seja tomada até sexta-feira (13). O fato novo, é que o DEM e o PR se tornaram um sonho de cobiça para pessedistas e progressistas.

Amin no Oeste

O Encontro Macrorregional do Progressistas do Oeste Catarinense, acontece neste próximo sábado (14) em Nova Itaberaba, quando será realizado o lançamento do nome de Esperidião Amim como pré-candidato ao Governo de Santa Catarina. O município, distante 35 quilômetros de Chapecó, é o único da região Oeste em que o Progressistas venceu as eleições de 2016 com chapa pura. São esperados além do pré-candidato, lideranças, prefeitos, vereadores, filiados e simpatizantes. Os pré-candidatos a deputado estadual Altair Silva, e o deputado federal, Hugo Biehl, estarão presentes. O evento iniciará às 10h, no centro comunitário de Nova Itaberaba e, é aberto ao público em geral.

Reaproximação?

Ontem em uma rodinha formada por deputados estaduais do PSD, a conversa era sobre os pré-candidatos ao Governo do Estado, Gelson Merisio, e a deputado Júlio Garcia. Os parlamentares comentavam a reaproximação das duas lideranças. “Eles conversaram e zeraram tudo. Está tudo resolvido”, relatou uma liderança.

Difícil

Em uma das conversas que teve com o senador Paulo Bauer (PSDB), o deputado federal Esperidião Amin (Progressistas) ouviu como proposta uma aliança, porém, com duas vagas para os tucanos e as demais sendo divididas pelos progressistas e demais aliançados. Amin não gostou da proposta e disse que daquela forma seria difícil dar seguimento as conversas.

Constrangimento

É notório o constrangimento no MDB, com a insistência do ex-governador Paulo Afonso Vieira de disputar uma vaga ao Senado. O primeiro ponto é que ele praticamente rasga a carta branca dada ao pré-candidato a governador, Mauro Mariani, que deseja dar as vagas de vice e as duas ao Senado, aos partidos que coligarem. O outro motivo, é que o ex-governador poderá ser um alvo fácil para um constrangimento ao partido durante a eleição. Acontece que a situação das letras tem sido o motivo de duras críticas dos pessedistas. O entendimento é que se estiver no pleito, Vieira poderá contaminar o partido com essa situação.

Inelegível?

O nome do senador Dário Berger (MDB) tem aparecido em especulações sobre a eleição deste ano, porém, é preciso recordar que o parlamentar está inelegível, pelo menos até ser julgado o recurso contra a condenação pela terceira Câmara de Direito Público, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que o condenou a perda dos direitos políticos por três anos, por atos considerados improbidade administrativa, quando Berger era prefeito de Florianópolis.

Quer um palanque

Ângela Amin quer ouvir o Podemos.

A ex-prefeita de Florianópolis e deputada, Ângela Amin (Progressistas), que é pré-candidata a uma vaga à Câmara dos Deputados, recebeu uma mensagem de um ex-colega de parlamento, o paranaense Joni Varisco. Assessor do senador Álvaro Dias (Podemos) que é pré-candidato a presidente da República, Varisco quer o palanque do Progressistas catarinense a Dias e, com uma madrinha de peso, no caso, Ângela. As conversas devem se intensificar ainda nesta semana.

Gastos públicos

O senador Paulo Bauer, líder do PSDB no Senado, defendeu ontem, a aprovação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019, de acordo com o substitutivo apresentado pelo senador Dalírio Beber (PSDB), que prevê medidas para conter os gastos públicos e incentivar o crescimento da economia brasileira. A votação está prevista para hoje, primeiro na Comissão de Orçamento, pela manhã, e em sessão do Congresso Nacional, à noite. Em discurso Bauer elogiou o trabalho por Beber, que apresentou um substitutivo na Comissão de Orçamento prevendo medidas para enxugar a máquina pública.  “O senador Dalírio deu uma demonstração de seriedade e sobriedade política, de compreensão da dimensão dos graves problemas do País e de responsabilidade no trato do dinheiro público”, afirmou Bauer.

Servidores

O projeto da LDO no Senado, e que deve ser votado hoje, proíbe entre outras coisas o Governo Federal de editar medida provisória, ou o Congresso votar projetos de aumento para servidores públicos. O relatório de Dalírio Beber (PSDB) também veta a criação de novos cargos e funções na administração pública direta e indireta da União.

Transporte intermunicipal

As concessões sem licitação que permitem a operação de 85 empresas de transporte intermunicipal, estão com os contratos vencidos e, mesmo assim, o DETER não abriu concorrência pública. Por isso, o Ministério Público ajuizou ação civil pública para regularizar a situação.

Fonplata para Joinville

O Senado Federal aprovou ontem, a contratação de operação de crédito externo, com a garantia da República Federativa do Brasil, no valor de até US$ 40 milhões, entre o município de Joinville e o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (FONPLATA), cujos recursos destinam-se ao financiamento parcial do “Programa Linha Verde Eixo Ecológico Leste de Joinville”, tendo como a principal obra a construção da ponte ligando os bairros Adhemar Garcia e Boa Vista. A partir desta aprovação, a Prefeitura de Joinville aguarda as últimas análises da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e da Secretaria do Tesouro Nacional, para depois realizar a assinatura do contrato de financiamento.

Pacto por SC

Deputados estaduais instalaram, na tarde de ontem, a Frente Parlamentar para Fiscalização das Obras do Pacto por Santa Catarina e do Programa de Regularização Fundiária (Reurb-SC). O objetivo é fiscalizar obras e ações do Governo do Estado na área da Assistência Social. Segundo dados apresentados durante a instalação da Frente Parlamentar, hoje estão em andamento 80 obras do pacto, voltadas ao atendimento de assistência social, entre elas a construção de Centros de Referência em Assistência Social e Centros de Atendimento ao idoso, além de ações ao combate da violência doméstica e a doação de veículos para o trabalho nos municípios catarinenses. A atuação da Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa deve ser de fiscalização da aplicação desses recursos.

Aurora

Considerado o terceiro maior conglomerado industrial do setor de carnes do Brasil, a Cooperativa Central Aurora Alimentos recebeu o Prêmio Top Of Mind 2018, na categoria cooperativa de alimentos. O evento que chegou a sua 24ª edição é realizado pela NSC Comunicação e homenageia os nomes mais lembrados pelos catarinenses em diferentes categorias, por meio de pesquisa realizada pelo Instituto Mapa. O vice-presidente Neivor Canton, foi quem recebeu a homenagem.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

 

 

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest