Merisio promete baixar o ICMS para as indústrias, o primeiro programa dos candidatos ao governo entre outros destaques

Ontem o candidato ao Governo do Estado, Gelson Merisio (PSD), foi o sabatinado da Super Condá AM 610 e Unochapecó, com a presença de entidades e convidados. Logo no início, questionei o pessedista sobre a situação financeira do Estado, comprometida com a folha de pagamento e repasses constitucionais. Eu quis saber de que forma seria possível realizar investimentos. Merisio respondeu que não concorda que o Estado esteja com as contas comprometidas, pois, segundo ele, é possível ter 200% da receita líquida comprometida com financiamentos, tendo Santa Catarina atualmente, 53%, contra 173% de São Paulo. “O que nós temos hoje é pouca geração de caixa para fazermos os pagamentos e financiamentos”, detalhou.

Indo para o ataque contra o seu maior rival na eleição, Merisio lembrou que em 1995, quando foi criada a BR 101 e começou o problema em relação aos precatórios e o IVESC, o Estado começou a ter grandes dificuldades. “Não bastassem os R$ 12 bilhões de passivo de 95 a 98, além de quatro folhas de pagamento atrasadas. Nestes sete meses de governo, a mesma equipe do MDB atrasa aparcela de 50% do décimo que estava programada para junho. Olhar para trás é importante”, afirmou.

Para equilibrar as contas do Estado, o candidato defende a extinção das regionais e, de 1.400 cargos no governo. Economia de salário, gestão e mais investimento em serviços para a população, a exemplo de mais policiais, médicos, enfermeiros entre outros, também é considerada uma prioridade para Merisio.

Ao ser questionado pelo representante da OAB, Írio Grolli, a respeito de seu patrimônio comparado a declaração ao TRE. Gelson Merisio respondeu que tudo está declarado e com os impostos pagos. Afirmou ainda que há três anos decidiu ser candidato e, que se prepara há 10 anos para disputar o governo. “Se tivesse algo errado, o MDB que investiga de cima para baixo, só porque eu bato, e bato muito no MDB e precisa desse debate”, atacou.

Ao final ao ser questionado pelo presidente da ACIC, Cidnei Barozzi, e pelo reitor Cláudio Jacoski, Merisio respondeu sobre a importância das universidades no processo de inovação e, defendeu investimentos em desenvolvimento cobrado pelo empresário. Em claro recado às entidades ligadas à Indústria, Merisio anunciou que, caso se eleja, o seu primeiro gesto será assinar uma medida provisória para reduzir de 17% para 12%, a alíquota para o setor industrial.

Infraestrutura e segurança

Gelson Merisio lembrou que há alguns anos, assinou um documento em prol de melhorias na BR-101. Segundo ele, todo o Estado apoiou a causa e, que agora, todos terão que se unir pela BR-282 e BR-470, ligando a região ao porto de Itajaí. Merisio também chamou a atenção para a segurança pública, para o fechamento das fronteiras, o enfrentamento as facções e a reformulação do sistema carcerário.

Sabatinas

Seguindo a série de entrevistas com candidatos ao Governo do Estado, numa parceria entre a Unochapecó e a Rádio Super Condá AM 610, hoje será entrevistado Ângelo Castro (PCO). Amanhã o entrevistado será Leonel Camasão (PSOL). Na próxima semana, Carlos Moisés da Silva (PSL) estará no programa na segunda-feira (03); Jessé Pereira (Patriotas) na terça-feira (04), Mauro Mariani (MDB) na quarta-feira (05), e Décio Lima (PT) na quinta-feira (06), encerrando a programação.

Educação financeira

Como cooperativa de crédito que tem uma visão diferenciada do mercado, o Sicredi se preocupa com a sua saúde financeira. É por isso, que trabalha na orientação de seus associados para que tomem as melhores decisões quando o assunto for a administração de seu dinheiro. Uma vida financeira organizada tem como resultado, a possibilidade de realizar bons investimentos, podendo render mais prosperidade e a realização dos seus sonhos. Por isso, tanto os clientes pessoa física, quanto jurídica, tem acesso as orientações do Sicredi, inclusive sobre como implementar ações e programas com o objetivo de capacitar funcionários e colaboradores, para a melhor forma de gerir aquela que é a maior contrapartida que recebem pelo seu trabalho: o dinheiro. Procure o Sicredi. Gente que coopera cresce!!

Programas eleitorais

Começa amanhã a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Até o dia 4 de Outubro, os candidatos de cada partido terão o seu espaço para apresentar as suas propostas, muito embora, o tempo de cada coligação seja desigual, mas, segue o que diz a lei eleitoral. De segunda a sábado em dois horários por dia, serão apresentados os programas. No rádio será das 07h às 07h25, e das 12h às 12h25. Na televisão será das 13h às 13h25, e das 20h30 às 20h55.

Apresentação

A equipe de campanha do candidato ao Governo do Estado, Mauro Mariani (MDB), trabalha para inicialmente apresentá-lo ao eleitor. Quem também entrará nessa linha de ser apresentado, é o candidato a vice Napoleão Bernardes (PSDB). Segundo uma fonte, a ideia também é de lembrar a história do MDB e a força do partido pelo estado. Com o tempo, outras lideranças devem ser agregadas aos programas, que devem ter no máximo, 3 minutos e 34 segundos.

Homem do interior

Apesar da determinação do marqueteiro, Fábio Veiga, de fechar a sete chaves o primeiro programa do candidato do PSD ao Governo do Estado, Gelson Merisio. Eu soube que a linha mestre será a de trabalhar junto ao eleitorado, a apresentação da origem de Merisio, o desejo de fazer diferente, ou seja, mudar a forma de administrar. Além disso, também serão trabalhados os resultados do pessedista a frente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), do Sebrae, e as duas vezes que presidiu a Assembleia Legislativa. O programa tem no máximo, 3 minutos e 12 segundos.

Trabalhadores

O candidato ao Governo do Estado, Décio Lima (PT), através de sua equipe de campanha apresentará um programa de apresentação e, de homenagem ao Estado e aos Trabalhadores. Ainda não está definido se a imagem de Lula será inserida no decorrer das próximas semanas. O programa terá como tempo máximo, 1 minuto e 21 segundos.                                                                                                                                                                                                                                                           Candidatura

O programa do candidato a governador, Leonel Camasão (PSOL), tem pouco tempo. O que vai ao ar, é parte de um vídeo que está circulando nas redes sociais, mostrando o motivo de Camasão ter decidido se lançar como candidato. O programa terá 11 segundos.

Família

O programa do candidato Jessé Pereira (Patriotas), deve ser direcionado dentro do pouco tempo que ele tem, para chamar a atenção para o nome de Jessé e as suas bandeiras como família e fé. O programa terá 11 segundos.

Chamado 1

O programa do candidato do PSL a governador, Comandante Moisés, terá tempo apenas para chamar a atenção para a mudança e renovação, puxando os eleitores para as redes sociais, onde o partido tem se destacado devido ao nome do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A ideia é apresentar Moisés como o “governador do Bolsonaro”. O programa terá 7 segundos.

Chamado 2

A estratégia para o programa do candidato a governador, Rogério Portanova (REDE), é o mesmo do PSL. O foco será o de chamar o eleitorado para as redes sociais. O programa terá 8 segundos.

Rebelião

A palavra de ordem do curtíssimo programa da candidata a governadora, Ingrid Assis (PSTU), é de chamar a população para que se rebele, por entender que a conta da crise financeira enfrentada pelo Estado, não pode ser paga pelos trabalhadores. O programa terá 6 segundos. Ninguém informou como será o programa de Ângela Castro (PCO), que também terá 6 segundos.

Nomes de Joinville

Ninfo lidera o processo de escolha dos nomes.

No próximo dia 17 de setembro, o candidato ao Governo do Estado, Gelson Merisio (PSD), anunciará mais dois nomes que serão secretários de Estado caso ele seja eleito. Os dois escolhidos são de Joinville e, foram pinçados através do empresário Ninfo König e demais integrantes da classe empresarial do Norte do estado.

Buligon na lista

Outra informação é que se Gelson Merisio (PSD) for eleito governador, que o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSB), já está mapeado para ser um de seus secretários. Isso acontecerá em 2020, repito, se Merisio se eleger.

O primeiro

O candidato ao Governo do Estado, Mauro Mariani (MDB), foi o primeiro a ter o seu registro de candidatura deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral. A decisão foi proferida ontem. Além da apresentação dos documentos necessários e parecer favorável do Ministério Público, Mariani não teve nenhuma impugnação sobre sua candidatura. A coligação teve o seu Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP) julgado e deferido, condição necessária para dar seguimento ao julgamento dos registros.

Irritação

Uma fonte me relatou que o deputado estadual Leonel Pavan (PSDB), foi pego de surpresa ontem de manhã com a operação da Polícia Federal em seu gabinete na Assembleia Legislativa. Pavan que estava em Balneário Camboriú, não foi o alvo da operação, mas, sim, o delegado André Mendes da Silveira, que é cedido ao gabinete do parlamentar. O computador e documentos pertencentes ao assessor, foram confiscados. Uma fonte relatou que Pavan chegou a demonstrar uma certa insatisfação devido a situação, por temer um arranhão à sua imagem.

Pedido a Alckmin

Durante a sabatina com os candidatos à Presidência da República, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), ontem em Brasília. O deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) defendeu junto ao candidato tucano Geraldo Alckmin, propostas do setor pesqueiro brasileiro, mais especificamente o de Santa Catarina, maior produtor de pescados do Brasil. Foi durante o evento O Futuro é Agro – 2018 a 2030. Tebaldi pôde conversar com Alckmin, quando apresentou demandas do setor pesqueiro de Santa Catarina, solicitando especial atenção à categoria em seu plano de governo.

Capacitação

O 1º Tenente da Polícia Militar de Santa Catarina, João Hélio Schneider Santos, acaba de retornar de um curso sobre Investigação do Tráfico de Animais Silvestres, na cidade de Gaborone, em Botswana na África. Durante o mês de agosto, o tenente Schneider, da Polícia Militar Ambiental, recebeu aulas de instrutores norte-americanos do Fish & Wildlife Service e da Procuradoria Criminal Americana, que trataram das disciplinas sobre Legislação Internacional, Tráfico Internacional, Técnicas de Investigação como entrevista, interrogatório, CSI, infiltração de agentes, proteção de colaboradores, importação e exportação – Trade, lavagem de capitais, crimes na internet, vigilância (campana) e ética.

ATENÇÃO!! As atividades eleitorais dos candidatos à majoritária, são divulgadas conforme são repassadas as informações pelas coligações.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest