MDB tem reunião decisiva, Fachin arquiva suspeita contra Dalírio, os reflexos do evento de Gelson Merisio entre outros destaques

Executiva se reúne hoje.

Hoje as 10h na sede do MDB em Florianópolis, as lideranças do partido se encontram com o objetivo de definir regras e prazo, para a definição de seu nome para a eleição ao Governo do Estado. Frente a frente, estarão o governador Eduardo Pinho Moreira e o deputado federal Mauro Mariani, os dois pré-candidatos emedebistas.

Enquanto que o parlamentar trabalha já há alguns anos para se viabilizar, Pinho Moreira ao assumir o cargo de governador ganhou força, o que deve gerar uma disputa equilibrada. Não esperem que algum deles decline, isso não irá acontecer, a menos que um fato novo provoque essa decisão. O mais certo, é que fique estabelecido um prazo até o fim do mês, para que uma prévia defina quem disputará a Casa D’Agronômica.

Deputados estaduais já vinham pressionando para que essa situação fosse resolvida antes da convenção. Entendem que se não tiverem um nome, que qualquer conversa com outros partidos visando uma aliança fica prejudicada. “O quadro está começando a afunilar, temos que pensar nisso mesmo. As decisões com os partidos devem acontecer nos últimos dias, mas temos que ter um candidato”, afirmou um emedebista.

Segundo uma fonte, Pinho Moreira deverá primeiramente ouvir o que Mauro Mariani tem a dizer e o que vai propor. Como tem defendido para pessoas próximas, que só pode ser candidato à reeleição, a esperança do governador é que Mariani se proponha a disputar ao Senado. Mas a conversa que chegou a Casa D’Agronômica é que o deputado não aceita de forma alguma declinar de uma candidatura ao Governo.

Liguei para Pinho Moreira que admitiu e, disse que a decisão não será de uma única pessoa. Que é preciso analisar a perspectiva e capacidade de atrair os demais partidos. “Se ele tiver essa condição, pode ser o nome. Se não for, aí devemos pensar”, afirmou.

O governador foi além, ao dizer que não tem preocupação de abrir mão de uma candidatura. Ele também entende que se o prefeito de Joinville Udo Döhler, tivesse renunciado, que teria aflorado neste momento de forma natural e questionou se Mariani tem as condições necessárias. “O Mauro tem condição, ótimo. Agora, ele tem que provar as condições de ganhar a eleição e buscar partidos”, desafiou.

O senador Dário Berger também quer uma definição. Segundo ele não há mais tempo hábil e, afirmou que o MDB já tem um pré-candidato que é Mariani e, que é preciso tomar essa decisão. Entretanto, entende que Pinho Moreira também tem o seu interesse, por isso, deseja que da reunião saia o candidato ou o critério de escolha. Quanto ao seu posicionamento, Berger deixou claro que sempre defenderá o nome de Mariani como o pré-candidato a governador.

Agora, se algo ficou claro, é que o evento de sábado (09) de Gelson Merisio (PSD), mexeu com todo o cenário político. Tanto é verdade, que o próprio Pinho Moreira disse que o pessedista não realizaria um evento para depois recuar. E prestou bem a atenção no cenário, afirmando que Merisio excluiu o PSDB e o Democratas, partidos os quais, segundo ele, podem coligar com o MDB.

Conversa com Napoleão

Na sexta-feira (08) o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), cumpriu agenda em Blumenau. O café da manhã foi na Confeitaria Bavária, quando conversou com o pré-candidato ao Senado, Napoleão Bernardes (PSDB), e com o senador Dalírio Beber (PSDB). Também estavam juntos os secretários de Estado da Infraestrutura Paulo França, e da Saúde Acélio Casagrande. Pinho Moreira disse que é impossível para o seu partido abrir mão da cabeça e, reafirmou o desejo dos emedebistas de estarem com o PSDB e que Bernardes poderia ser o vice na chapa. Ouviu como resposta que o tucano deseja seguir como pré-candidato a senador, e que o partido seguirá defendendo o nome de Paulo Bauer para o Governo. “Precisa conversar com o deputado Marcos Vieira sobre uma possível costura, pois é ele o presidente estadual. Mas seguimos com a disposição de manter a nossa candidatura”, disse Napoleão ao governador.

Seguiu na agenda

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) também esteve em Blumenau para uma agenda administrativa. A convite do prefeito Mário Hildebrandt (PSB) e do próprio Pinho Moreira, o ex-prefeito Napoleão Bernardes (PSDB) foi convidado a participar da agenda que tratou de alguns pleitos que foram feitos ainda na época em que estava a frente do governo municipal. Em um encontro, Pinho Moreira afirmou que Napoleão um dia será o governador.

Dalírio livre

Ontem ao final da noite recebi a informação que o senador Dalírio Beber (PSDB), foi informado pelos seus advogados que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Edson Fachin, teria arquivado as suspeitas contra ele, no âmbito da operação Registro Espúrio, que investiga irregularidades no registro de sindicatos no Ministério do Trabalho. Ainda hoje deve ser divulgada oficialmente a decisão de Fachin. “O entendimento é que o Dalírio não tem nada a ver com essas supostas irregularidades”, afirmou uma fonte.

No muro

O ex-governador Raimundo Colombo (PSD) precisa se posicionar. Afinal, é a favor ou contra o projeto de Gelson Merisio (PSD)? Colombo mais uma vez repetiu um discurso genérico, sem uma clareza do que defende e pretende fazer. Ao final do evento, algumas lideranças pessedistas se mostraram contrariadas com a falta de um discurso mais claro, definitivo sobre o que apoia. Só o fato de ter vindo a Chapecó não mostra o que se passa na cabeça do pré-candidato ao Senado, que dias atrás se reuniu com Jorge Bornhausen e Esperidião Amin (Progressistas) em Florianópolis. A leitura junto a líderes que participaram do encontro de sábado (09), é que, ou se manifesta e decide de que lado estará, ou poderá perder apoio para o seu projeto eleitoral. Nem o discurso contundente de Milton Hobus antes de sua fala, fez com que Colombo se manifestasse abertamente.

Hobus chamou Colombo para ajudar.

Merisio e Amin

Ao final do evento de sábado (09), questionado sobre candidatura de governador e vice, Gelson Merisio (PSD) lembrou do deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), aquém se referiu primeiramente como senador e depois corrigiu ao chamá-lo de deputado. Pediu respeito ao progressista, mas ressaltou que o processo está afunilando e que é preciso a tomada de decisões. A questão é que o movimento realizado e todos os apoios recebidos por Merisio, o tornam um pré-candidato a governador de forma irreversível. Como bem disse o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), ninguém realiza um evento tão grandioso, para depois recuar. O certo é que hoje, Gelson Merisio tem boa parte do Progressistas ao seu lado, incluindo quase todos os deputados estaduais, entre os quais, o presidente do partido em Santa Catarina, Silvio Dreveck. Mas ainda não tem Amin por inteiro, que se animou em disputar a eleição.

Disputa

Pode ser que o Progressistas viva momentos de tensão nas próximas semanas. Praticamente todos os deputados estaduais defendem a aliança com o PSD, que inclusive, foi oficiada na eleição da executiva estadual, quando Silvio Dreveck assumiu a presidência e Esperidião Amin o cargo de vice. Porém, é notória a relação de Dreveck entre outros progressistas, a exemplo de Valmir Comin, José Milton Schaeffer, Altair Silva e Joares Ponticelli com Gelson Merisio (PSD), e a inclinação já mostrada em prol da pré-candidatura do pessedista. Estão todos de olhos bem abertos para a reação de Amin, que por liderar as pesquisas se animou com a disputa.

Defendeu Bauer

Gelson Merisio (PSD) ao final de seu evento em uma coletiva, saiu em defesa do pré-candidato tucano, senador Paulo Bauer (PSDB). Merisio disse que somente não convidou o tucano em respeito, pelo fato do PSDB colocar uma pré-candidatura como intransponível, porém, se disse aberto ao diálogo com os tucanos.

Mito

O deputado estadual Kennedy Nunes (PSD), vestiu uma camiseta durante o evento com o rosto do pré-candidato Gelson Merisio (PSD), transformado em um “meme” da internet. “É o mito”, me disse Nunes se referindo a Merisio.

Nota de Bauer

Segue a nota enviada pela assessoria do senador Paulo Bauer (PSDB), sobre a abertura oficial do inquérito contra ele, no caso Hypermarcas: “Considero que a abertura de inquérito é uma etapa natural dos procedimentos da Justiça. Estou à disposição para, no momento em que for chamado, prestar esclarecimentos e comprovar a improcedência da acusação” – Paulo Bauer

Rodrigues

Hoje o deputado federal João Rodrigues (PSD), sairá cedo da Papuda. Ele se dirigirá à Câmara dos Deputados, para retomar o seu mandato parlamentar. A esposa Fabiana Rodrigues estará logo cedo em frente ao local esperando a saída de João que foi transferido de ala para ficar no semiaberto.

Poucos amigos

O suplente de deputado federal Edinho Bez (MDB), acompanhou o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) e a primeira-dama Nicole Moreira, a Laguna. É que Pinho Moreira é devoto de Santo Antônio, e como faz todos os anos, foi participar da missa. Mas pela foto, Bez anda com cara de poucos amigos, mais ao fundo, tem quem diga que esboçou poucas reações durante a missa, após a decisão da justiça de autorizar a João Rodrigues (PSD), a retomada do mandato. Bez já foi informado oficialmente pela mesa diretora da Câmara da volta de Rodrigues.

Congresso da Fecam

O maior evento do municipalismo catarinense, o Congresso de Prefeitos, inicia hoje no CentroSul em Florianópolis, com o credenciamento a partir das 10h. Mais de 1.500 lideranças fizeram inscrição no evento promovido pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam). As atividades do primeiro dia iniciam às 13h30, focadas em rodas de conversas entre prefeitos para o compartilhamento de desafios e busca de soluções além de palestras em formato de TED talks. Às 19h30, o ex-jogador de futebol Zico, falará com os prefeitos sobre “Profissionalismo e liderança”. A abertura oficial do Congresso será amanhã, às 9h, com a presença de prefeitos, vice-prefeitos, secretários e gerentes municipais, autoridades federais e estaduais, além de servidores públicos de diversas áreas estratégicas. Em seguida, às 10h, o ministro do Turismo, o catarinense Vinícius Lummertz, apresentará o Prodetur +Turismo.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest