MDB espera por gesto de Dreveck na Alesc, MDB pode anunciar nomes, Salvaro ainda não entrou na eleição entre outros destaques

Na quarta-feira (22) logo após a posse de Manoel Motta (MDB), o deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB) pediu para conversar com o presidente da Assembleia Legislativa, Silvio Dreveck (Progressistas). No gabinete da presidência, Cobalchini elogiou o progressista pela condução dos trabalhos no parlamento no ano passado, porém, pediu para que Dreveck aceite renunciar a presidência para abrir espaço para um parlamentar do MDB completar o mandato.

Cobalchini argumento que o falecimento de Aldo Schneider, não sucumbiu o acordo costurado por Gelson Merisio (PSD), que dividiu o mandato entre Dreveck e Schneider. “Eu disse a ele que o mandato de nosso partido estava em curso e, que não tem um motivo para abrirmos mão de cinco meses de mandato”, me disse o emedebista ontem a noite.

Durante o encontro, Cobalchini ouviu de Dreveck que entende e respeita o pedido do MDB, o qual considera legitimo. “Ele me disse que é um homem de diálogo, mas ainda não senti uma disposição para devolver o mandato”, relatou Cobalchini.

Independentemente da decisão de Dreveck, Valdir Cobalchini disse que o seu partido não tentará judicializar a questão e, que não procurará uma forma através do regimento. O emedebista chegou a dizer que a situação não será transformada num cavalo de batalha, mas teme pelos futuros acordos”, disse.

A única coisa certa até o momento, é que Dreveck será procurado novamente por Cobalchini e pelo líder da bancada do MDB, Carlos Chiodini. Caso obtenham êxito, uma nova eleição será realizada para definir o novo presidente que será indicado pelos emedebistas, caso contrário, será mais um elemento para esquentar as relações dos partidos em pleno período eleitoral.

Nomes

Entre os nomes que podem ser indicados pelo MDB, caso o partido consiga convencer Silvio Dreveck (Progressistas) a renunciar a presidência, estão o de Manoel Motta (MDB) e até o ex-emedebista Fernando Coruja, atualmente no Podemos. Cobalchini não confirmou, mas disse que o caminho seria indicar um nome que não esteja disputando a eleição.

Acordo futuro

Quando são feitos os acordos para fechar as alianças para a disputa estadual, a presidência do parlamento é considerada como um quinto cargo, tirando o de governador, vice, e os dois ao Senado. No acordo entre MDB e PSDB, ficou acordado em caso de vitória no pleito, que os tucanos terão dois anos, que serão de Marcos Vieira e outros dois dos emedebistas.

Secretários

Uma fonte me disse que está sendo estudada no MDB, a possibilidade de anunciar na próxima semana alguns nomes que farão parte do primeiro escalão, caso o partido eleja Mauro Mariani (MDB) ao Governo do Estado. A informação não é oficialmente confirmada, mas…

Não entrou

Tem quem diga que o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), ainda não entrou na campanha, o que segundo lideranças tucanas, fez com que o candidato petista ao Governo do Estado, Décio Lima, aparecesse em primeiro lugar na pesquisa encomendada pela Rádio Som Maior. “Ele ainda está leve, mas já botou o 15 no peito. Mas ainda não saiu para fazer campanha forte, está todo mundo organizando a casa”, relatou a fonte.

Educação financeira

Como cooperativa de crédito que tem uma visão diferenciada do mercado, o Sicredi se preocupa com a sua saúde financeira. É por isso, que trabalha na orientação de seus associados para que tomem as melhores decisões quando o assunto for a administração de seu dinheiro. Uma vida financeira organizada tem como resultado, a possibilidade de realizar bons investimentos, podendo render mais prosperidade e a realização dos seus sonhos. Por isso, tanto os clientes pessoa física, quanto jurídica, tem acesso as orientações do Sicredi, inclusive sobre como implementar ações e programas com o objetivo de capacitar funcionários e colaboradores, para a melhor forma de gerir aquela que é a maior contrapartida que recebem pelo seu trabalho: o dinheiro. Procure o Sicredi. Gente que coopera cresce!!

Bacia hidrográfica

O candidato ao governo do Estado, Décio Lima (PT), recebeu a carta de reivindicações do Fórum Catarinense de Comitês de Bacia Hidrográficas, durante evento do segmento, em Florianópolis. O Fórum representa 6 milhões de usuários de água no Estado. A carta alerta para a gravidade da situação de gestão dos recursos hídricos. Décio assumiu compromisso com o Fórum de dialogar juntos as ações do Plano Estadual de Recursos Hídricos. “É fácil vir aqui em época de eleição e assinar a carta. Mas eu quero que vocês sabiam que eu sou um “ribeirinho”. Nasci perto do rio e fui prefeito de Blumenau, onde a cidade é cortada por um rio. Vocês não precisam me convencer. Eu tenho compromisso com esta pauta”

Estrutura hospitalar

Promover uma profunda reestruturação do sistema hospitalar catarinense, que permita aos pacientes serem atendidos nas suas cidades ou perto delas, sem a necessidade de deslocamento para a Capital do Estado em busca de tratamento. Esse foi o compromisso firmado pelo candidato a governador Gelson Merisio (PSD), da coligação “Aqui é Trabalho”, durante roteiro no Meio-Oeste de Santa Catarina. “Nós precisamos fazer uma reestruturação profunda no sistema hospitalar catarinense. Começando pela tecnologia, especialmente nas filas do sistema de saúde. Não tem nenhum sentido uma pessoa sair de São Miguel do Oeste, passar por Chapecó, por Xanxerê e Campos Novos, por exemplo, e ter um tratamento, uma cirurgia em Florianópolis paga com recursos do SUS, que é o que ocorre hoje”, afirmou Merisio.

Porto de Laguna

Em agenda no Sul do Estado, o candidato do MDB ao Governo do Estado, Mauro Mariani, disse que vai trabalhar pela estadualização do Porto de Laguna. A proposta tem como objetivo reaquecer a economia da região, principalmente por conta do seu potencial pesqueiro. “Santa Catarina responde por 50% de toda pesca do Brasil e temos um terminal pesqueiro com grande potencial que está subutilizado. Vamos trazer para a administração, vamos incentivar as indústrias de pescado na região e podem anotar aí: o terminal pesqueiro de Laguna vai ser um grande indutor de desenvolvimento, não apenas de Laguna, mas de toda região, da indústria pesqueira e também do turismo”, disse Mauro.

Carta da Adjori

Cumprindo uma extensa agenda na Grande Florianópolis, o candidato ao Governo pelo Partido Social Liberal (PSL), comandante Moisés, acompanhando do líder do Jair Bolsonaro em Santa Catarina, o candidato ao Senado, Lucas Esmeraldino, participou de uma reunião com o presidente da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC), Miguel Gobbi. Na oportunidade, recebeu a carta ‘SC dos próximos 30 anos’. Elaborado em parceria com diversas entidades de Santa Catarina, a carta reúne propostas e sugestões para o desenvolvimento futuro do Estado, com o protagonismo do poder público municipal.

Sistema Fecomércio

O Sesc comprou um imóvel da Associação Cultural Cremer, no bairro Vila Nova em Blumenau. O terreno que custou R$ 15 milhões, tem cerca de 60 mil m² e a área construída mais de 4 mil m². Segundo a direção da Fecomércio, o espaço oferecerá aos comerciários serviços na área da saúde, educação, lazer, cultura e assistência social.

Na hora certa

Na noite da última quarta-feira (22), um homem entrou em uma pizzaria de Araranguá para chamar a ex-namorada que jantava com um grupo de colegas.

No estacionamento do local, o mesmo homem tentou à força colocar a mulher no carro, puxando-a pelos cabelos. No entanto, Ulisses Gabriel, delegado de polícia civil, atualmente licenciado da função por ser candidato a deputado estadual, flagrou a cena e impediu o sequestro.

“Eu havia acabado de chegar ao local e atendia uma ligação antes de entrar na pizzaria. Ao ver a agressão imediatamente fiz a intervenção. Ele saiu em fuga quando percebeu que eu era policial”, afirma Gabriel.

A vítima estava de carona no jantar e foi conduzida pela polícia militar até seu veículo que se encontrava em outro ponto da cidade. Segundo ela, esta foi a primeira vez que o ex a agrediu.

ATENÇÃO!! As atividades eleitorais dos candidatos à majoritária, são divulgadas conforme são repassadas as informações pelas coligações.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest