Juiza pede a prisão de João Rodrigues

Foi encaminhado ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, pela juíza Priscila Wickert Piva, da Vara Federal de Chapecó, um pedido de prisão imediata do deputado federal João Rodrigues (PSD).

De acordo com o colega Rafael Martini do grupo NSC, a magistrada quer que Rodrigues comece a cumprir a pena de cinco anos e três meses de detenção em regime semiaberto. Rodrigues foi condenado pelo crime previsto na lei de licitações, quando era vice-prefeito de Pinhalzinho. Quando ele assumiu, deu seguimento ao processo licitatório de uma retroescavadeira que havia sido iniciado pelo prefeito na época, que foi inocentado.

A condenação de Rodrigues que ainda recorre no STF, caso que está nas mãos do próprio Fux, prescreve no dia 12 de fevereiro. A juíza colocou no pedido de prisão, que conforme entendimento do próprio Supremo, o início do cumprimento da pena nessa fase processual não implica em ofensa ao princípio da presunção de inocência.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest