Impeachment pode ter sido comprado, Fritsch quer disputar a majoritária e Merisio de olho em Bolsonaro e Ciro Gomes

Todos que acompanham o meu trabalho sabem que fui totalmente favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Motivado por questões legais, acabou salvando o Brasil de um governo desastroso, porém, tudo tem um limite. Ou somos legalistas sempre, mesmo que isso fira algo em que acreditamos, ou, não seremos legalistas, pois, apenas defenderemos o que nos interessa, mesmo que isso seja contra o que diz a lei.

Faço esse preâmbulo, pois, estarrecido, ouvi a delação do doleiro Lúcio Funaro, que afirmou categoricamente ter repassado R$ 1 milhão ao então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), para comprar votos de deputados a favor do impedimento da petista. Se isso realmente for comprovado, então o impeachment foi uma fraude, um crime cometido por integrantes do Congresso Nacional, não apenas contra a Presidência da República, mas, contra todos nós brasileiros.

Repito que o Brasil no governo Dilma, rumava ao caminho da quebra, porém, a ilegalidade nunca deve ser estimulada, pois, caso contrário, deixaremos de viver em um Estado democrático de direito. Portanto, pelo bem do Brasil, essa é mais uma situação que deve ser esclarecida, pois, se houve fraude, que se apure as responsabilidades, incluindo os parlamentares que cobraram para votar, para que sejam punidos com todo o rigor da lei.

Agora, eu espero que após essa delação, que os petistas também entendam que esse mecanismo vale contra todos, até mesmo contra os seus interesses.

Sopelsa responde

A respeito do “planilhão” da JBS que divulguei no final de semana, o secretário de Estado da Agricultura, Moacir Sopelsa, confirmou o recebimento de R$ 100 mil para campanha, via doação do frigorífico da JBS de Montenegro no Rio Grande do Sul. Ele explicou que está tudo contabilizado na prestação de contas e que o valor foi depositado na sua conta.

O ex-diretor da Sadia em Concórdia, Gilberto Tomazoni, foi quem ofereceu o apoio por conhecer Sopelsa há muitos anos. Tomazoni que é natural de Lindóia, é o novo diretor de operações oficial global da JBS.

Fritsch na disputa

Ex-prefeito de Chapecó, deputado federal e ministro da Pesca, José Fritsch (PT) deseja disputar a eleição do próximo ano. Ele já colocou o nome à disposição de seu partido, mas, somente para à majoritária. O principal desejo do petista é de disputar o Governo do Estado, dando palanque a Luiz Inácio Lula da Silva, porém, também pode figurar numa chapa como vice, ou, ao Senado.

Ele me disse nesse final de semana que tudo depende das articulações. Já sobre os apoios, ele descarta adversários como o PSDB, DEM e o PMDB, devido ao impeachment de Dilma Rousseff(PT). Já sobre apoiar e compor chapa com o PSD, Fritsch respondeu: “Vamos adotar o hino do Grêmio. Até a pé nós iremos, para o que der e vier. Mas o certo é que nós estaremos, com o Lula onde o Lula estiver”, cantou Fritsch.

Apoio a Vignatti

 José Fritsch me disse que Claudio Vignatti tem que disputar a eleição a deputado estadual. Segundo ele, não haverá conflito com outros nomes, pois, são candidaturas diferentes. “O Vignatti já foi deputado federal, candidato a governador e ao Senado. Será o nosso puxador de votos para a Assembleia Legislativa”, afirmou o petista.

Merisio e a eleição

Me chamou muito a atenção a entrevista do deputado estadual, Gelson Merisio (PSD), ao colega Moacir Pereira do grupo NSC. Num recado quase que direto, deixou claro que o governador Raimundo Colombo (PSD) somente deixará o governo em abril.

Agora, o principal foi o fato de ter citado os pré-candidatos à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PEN) e Ciro Gomes (PDT). Há alguns meses, eu citei que Merisio havia conversado com o pedetista. Portanto, o caminho deve ser ele, ou Bolsonaro, já que Geraldo Alckmin (PSDB) terá palanque e candidato tucano em Santa Catarina. Uma terceira alternativa seria o atual ministro da economia, Henrique Meirelles, que é filiado no PSD.

PT lança

A iniciativa do programa de governo do PT, Brasil que o Povo Quer, será lançada hoje no Plenarinho da Assembleia Legislativa em Florianópolis. O evento é parte de uma série de lançamentos estaduais e, deve reunir militantes e lideranças do partido e dos movimentos sociais e sindicais, a partir das 9h. Para o presidente estadual do PT, deputado Décio Lima, através da iniciativa a legenda reafirma seu caráter plural e democrático.

Recursos para Arena

Ontem foi assinado na sala de imprensa da Arena Condá, o contrato do convênio do Governo Federal com a Prefeitura de Chapecó, na ordem de R$ 15,6 milhões para a melhoria do estádio como a modernização da ala Sul e modernização, além da construção do museu. O recurso foi obtido através de uma articulação do deputado federal, João Rodrigues (PSD), junto ao Ministério dos Esportes.

Na Oktober

A tradicional Oktoberfest em Blumenau foi o palco de encontros políticos nesse final de semana. O interessante é que todos germanicamente trajados. Na foto ao lado de um participante do evento, o senador Dalírio Beber (PSDB), e os deputados estaduais, Gelson Merisio (PSD) e Marcos Vieira (PSDB). Ao fundo é possível perceber o deputado federal, Esperidião Amin (PP).

Qualificação

Preocupada em garantir agilidade e eficiência no atendimento de mais de 23 mil beneficiários, a Fundação Celesc de Seguridade Social realizou na última semana o Treinamento Anual de Atendentes. Durante três dias os responsáveis pelo atendimento aos Participantes e Assistidos da CELOS em todo o Estado estiveram reunidos em Águas Mornas, no 13º Encontro dos Atendentes. Além da troca de experiências, o treinamento promoveu o nivelamento de informações e promoveu técnicas que auxiliarão na rotina de atendimento.

Rinha de galo

Na sexta-feira vários covardes foram presos no município de Tijucas, na Grande Florianópolis, por promoverem rinha de galo. Eles foram autuados por maus tratos aos animais. Sugiro que a Polícia Ambiental investigue mais aqui na região. Não só em Chapecó, mas já ouvi alguns relatos de rinha no interior de Planalto Alegre, entre outros municípios. Se quiser, é muito fácil pegar esses covardes.

Fala, vivente..

Marcelo, concordo contigo quando falas no corporativismo  dentro do Congresso Nacional, não  imaginava ver o PT e PCdoB querendo salvar o couro de candidato de outro partido, no caso, Aécio Neves do PSDB, especialmente, do PSDB. Isto aconteceu de verdade. Pode-se realmente dizer que é tudo farinha do mesmo saco. Por outro lado, a gente sabe que a tal suprema corte não é diferente, MP igualmente, Rodrigo Janot tinha uma meta determinada pelo Lula: Botar Temer no fundo da Cadeia. A Gente sabe que Rodrigo só queria salvar o chefe de uma das quadrilhas dos últimos 13 anos no caso lulalá, pra mim, um baita mentiroso e extremamente inconfiável. Repito, eu confio no Tancredo Neves e Ulisses Guimarães – Carlos Sotili

Destaque

“O secretário adjunto de Estado da Agricultura, Airton Spies, comemorou o crescimento das exportações de carne de Santa Catarina neste ano. Se comparado ao mesmo período do ano passado, as vendas de carne suína para outros países aumentaram 27,5% e de frango, 7,5% até o momento”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest