Herneus pode presidir o TCE, Décio Lima lidera no Sul entre outros destaques

O petista Décio Lima candidato ao Governo do Estado, também lidera na intenção de votos na região de Criciúma. Realizada pelo Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC), a pedido da Rádio Som Maior, o nome do PT na disputa, lidera com 13,28% da intenção de voto do eleitorado.

Mauro Mariani (MDB) e Gelson Merisio (PSD) estão tecnicamente empatados, com 8,64%, e 6,40%, respectivamente. Já em quarto lugar aparece o Comandante Moisés (PSL), que tem 5,28%. Neste caso, será que já é o efeito Jair Bolsonaro aqui no estado?

Outra situação que chama a atenção, é o PT vencendo em reduto tucano, pois, Criciúma é administrada pelo prefeito Clésio Salvaro (PSDB), sem falar na força do MDB, que tem no ex-prefeito Eduardo Pinho Moreira, o atual governador.

Porém, o PT tem uma relativa força na região, além do descontentamento do eleitorado sulista, que protesta contra o fato de não ter um nome, se quer, da região em alguma chapa majoritária. Talvez isso explique o fato de cerca de 40% do eleitorado de Criciúma estar indeciso.

Agora, um ponto que mais uma vez chama a atenção, é que Merísio segue abaixo de seus principais adversários na rejeição.

Presidência do TCE

Herneus é o favorito dos demais conselheiros

Já iniciou no Tribunal de Contas do Estado, as articulações para a eleição do próximo presidente da Corte. O conselheiro Herneus De Nadal é o nome de consenso, porém, questões pessoais ainda estariam segurando uma decisão. Caso ele não aceite, Adircélio de Moraes Júnior será o escolhido para a presidência.

Pelo Litoral

Os candidatos ao Governo do Estado, Mauro Mariani (MDB), e ao Senado, Paulo Bauer (PSDB), estiveram em Palhoça. Acompanhados do senador Dário Berger (MDB), e da deputada estadual Dirce Heiderscheidt (MDB), mesmo com chuva, os candidatos da Coligação “Santa Catarina Quer Mais” foram às ruas conversar com a população. Na Praça 7 de Setembro, no centro da cidade, receberam o apoio dos palhocenses. Para repor as energias antes de continuar a caminhada, parada na Cafeteria Dona Maria, ponto de encontro na cidade. Aproveitaram a visita para prestigiar os atletas e funcionários do Guarani Futebol de Palhoça.

Poder do Norte

Em conversa com alguns empresários de Joinville e região, eu soube que o candidato ao Governo do Estado, Gelson Merisio (PSD), teria dado carta branca ao vereador e empresário Ninfo König (PSB), para que indique nomes de pelo menos dois futuros secretários de Estado em seu governo, caso vença a eleição. Nomes do Norte do estado já estão sendo mapeados.

Hospital de Joinville

Em visita ao Hospital Municipal São José, o candidato a governador Gelson Merisio (PSD), reforçou um dos compromissos que assumiu com Joinville. A proposta é que o Governo do Estado assuma os custos da folha de pagamento dos servidores da unidade, que hoje é municipal, mas atende pacientes de outras regiões do Estado em busca de tratamento. “A melhor maneira de o Estado ser justo com Joinville é assumir a folha de pagamento do Hospital São José”, disse Merisio, que hoje chega ao Meio-Oeste para cumprir uma agenda que começa por Campos Novos a tarde, passará por Ibiam e Tangará encerrando em Videira a noite.

Se descolar…

Os tucanos do Estado estão parecendo mais neutros na eleição deste ano. Com medo de se indispor com o MDB, o PSDB não está entrando de cabeça na questão nacional em apoio a Geraldo Alckmin (PSDB). Porém, tem lideranças tucanas que já começam a defender um plano B para o futuro.

Sem medo

O candidato a governador, Décio Lima (PT), disse que não teme as dívidas do Estado. Lembrou que a Prefeitura de Blumenau estava com três folhas de pagamento atrasadas, quando assumiu como prefeito. “Precisamos dar um choque de realidade na máquina pública e despertar o otimismo para um Estado inovador e eficiente”, afirmou. Lima também anunciou que se for eleito, o seu primeiro ato será a extinção das ADRs.

Plano de segurança

Santa Catarina será o primeiro estado a ter o seu Plano Estadual de Segurança Pública, alinhado às diretrizes fixadas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública e, através do Sistema Único de Segurança Pública (Susp). O plano que é fundamental para acessar recursos financeiros na esfera federal, tem como objetivo tornar Santa Catarina o estado mais seguro do país até 2020. As metas de curto, médio e longo prazos foram traçadas em conjunto entre as forças de segurança do estado e a sociedade civil organizada, por meio dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). Ontem o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), deu uma última avaliada, ao lado do secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu Pinto Júnior.

Lançamento tucano

O deputado estadual Marcos Vieira (PSDB), que é candidato a reeleição, fará o lançamento regional de sua candidatura neste sábado (25), em Maravilha. Estão sendo esperadas mais de 800 pessoas de todo o Extremo Oeste, a partir das 14h, no Centro de Convivência, próximo ao Fórum. A campanha para sua reeleição para o quarto mandato na Alesc tem como slogan “O caminho para sua cidade eu conheço” que está centrado em um projeto inédito para Santa Catarina.

Propaganda eleitoral

Ontem ficou definida a ordem que cada candidato participará do programa eleitoral. Para os partidos que têm candidatos a governador, a ordem do primeiro dia da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão é a seguinte: (1) Partido da Causa Operária (PCO); (2) Partido dos Trabalhadores (PT); (3) Coligação Santa Catarina em Primeiro Lugar (PATRI, PMN); (4) Coligação Um Caminho Pra Gente (PCB, PSOL); (5) Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU); (6) Aqui é Trabalho (DEM, PCdoB, PDT, PHS, PODE, PP, PPL, PRB, PROS, PRP, PSB, PSC, PSD, PV, Solidariedade); (7) Partido Social Liberal (PSL); (8) Coligação Santa Catarina quer Mais (Avante, DC, MDB, PPS, PR, PRTB, PSDB, PTB, PTC); (9) Rede Sustentabilidade (REDE).

Senado

Para senador, a ordem sorteada obedece à seguinte sequência: (1) Coligação Um Caminho Pra Gente (PCB, PSOL); (2) Partido Social Liberal (PSL); (3) Coligação Santa Catarina em Primeiro Lugar (PATRI, PMN); (4) Rede Sustentabilidade (REDE); (5) Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU); (6) Coligação Santa Catarina quer Mais (Avante, DC, MDB, PPS, PR, PRTB, PSDB, PTB, PTC); (7) Aqui é Trabalho (DEM, PCdoB, PDT, PHS, PODE, PP, PPL, PRB, PROS, PRP, PSB, PSC, PSD, PV, Solidariedade); (8) ) Partido da Causa Operária (PCO); (9) Partido dos Trabalhadores (PT).

Rodovias

Sem a realização de investimentos, o tráfego do trecho concessionado da BR-101 nas regiões metropolitanas de Itajaí e Florianópolis, vai parar em três anos e, em dez anos o cenário será ainda mais grave com o colapso da rodovia. O alerta foi feito pelo engenheiro Newton Walter Gava, que conduziu estudo, cujos resultados foram apresentados em reunião da Câmara de Assuntos de Transporte e Logística da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), em Florianópolis. Para a região da capital, há um conjunto de obras previstas que totalizam cerca de R$ 700 milhões

ATENÇÃO!! As atividades eleitorais dos candidatos à majoritária, são divulgadas conforme são repassadas as informações pelas coligações.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest