Este sábado tem um vácuo na pré-campanha eleitoral

Ainda na quinta-feira o pré-candidato a governador pelo PSD, deputado estadual Gelson Merísio anunciou o adiamento para o dia 2 de junho (sábado da semana que vem) do lançamento oficial da pré-candidatura a governador, que aconteceria neste sábado (dia 26). O ato é um dos mais aguardados, não só pelos aliados, mas também pelos adversários. Os aliados porque a partir deste ato monitoram mais de perto a capacidade de crescimento do candidato nas pesquisas. A oposição pela mesma razão. Isso sem contar que na oposição existe a expectativa de que o desempenho dele se mantenha inalterado, e se isso ocorrer o assédio a alguns partidos aliados pode se tornar mais fácil. Já entre os aliados especula-se que a exposição de qualquer fragilização de desempenho pode sugerir alguma troca de candidato.

Era risco…

Colocar na rua vários ônibus com o transporte de militantes partidários nos dias atuais é risco grande demais. Principalmente por isso a coordenação da pré-candidatura a governador de Gelson Merísio optou pela suspensão do ato que aconteceria neste sábado em Chapecó. Até quarta-feira s cálculos indicavam pelo menos 15 mil pessoas. 

Caminhoneiros

A fórmula que o governo propõe usar para solucionar o problema do preço do combustível é a mesma usada para criar passagem mais barata para idoso, estudante ou outras cotas. Ele vai subsidiar o combustível. Quer dizer, alguém vai pagar esta conta. E “o couro que sai da correia” não é da parte que toca à manutenção da máquina pública, mas de novo da conta do cidadão. 

Era intervenção???

Se era intervenção que os brasileiros estavam pedindo, o presidente Michel Temmer atendeu. Óbvio que isso e ironia, mas com algum cuidado é possível responder aos defensores da intervenção militar. Esta ai o Exército desbloqueando rodovias. Natural que isso é apenas uma parte deste regime equivocadamente implorado por alguns, mas há de se considerar que é assim “na marra” que os caminhos são abertos.

Rumo ao caos

Oposição do governo federal murmurava pelos corredores em Brasília nesta sexta-feira que ao decidir pela intervenção o presidente Michel Temmer pretende conduzir o país a um regime de exceção e com isso afastar a possibilidade de eleições em outubro. Parece absurdo? Era o que diziam experientes senadores. 

Mais cortes

Nesta semana o Governo do Estado anunciou mais cortes nos cargos da Educação, um dos setores mais atingidos pelo enxugamento da folha de pagamento. Ao todo 200 professores que estavam na condição de assessor de direção foram exonerados desta função. São professores que estavam com percentual de ganho extra sobre seus vencimentos. Eles voltam à condição de professor.

A dura missão dos aliados

Repercutiu imediatamente nas redes sociais a entrevista coletiva do Governo do Estado, nesta sexta-feira, para tratar das articulações relacionadas à greve dos caminhoneiros. Na fala e nas ações resultado prático de um encontro de dias antes com o presidente Michel Temmer. O governador Eduardo Moreira não em um histórico de afinidade com o presidente da república, mas atualmente as circunstâncias e os cargos exigem. A na semana anterior, quando Temmer fez uma visita à Santa Catarina o governador saiu respingado por ficar ao lado do presidente. Ambos são emedebistas  que torna a relação ainda mais estreita à interpretação do eleitor.

EMEDEBISTAS Em Florianópolis são fortes os rumores de que o senador Dário Berger (MDB) está se movimentando de olho na eleição para governador, embora ele desminta esta possibilidade. Seu irmão (Djalma Berger) declarou nesta semana que Dário só pensa em apoiar Mauro Mariani para governador.

PRODUÇÃO Esta semana quebrada pela greve dos caminhoneiros, a semana que vem quebrada pelo feriado na quinta-feira e em junho tem a Copa do Mundo com jogos entre 8h e 18h, sem contar que ao sairmos da competição mundial estaremos mergulhando no futebol. Quem resiste?

COLHENDO O deputado estadual Valmir Comin (PP) resolveu sair a campo para colher o que plantou quanto foi Secretário de Estado da Ação Social. Em Biguaçu, na função de presidente da Frente Parlamentar de Acompanhamento e Fiscalização do Pacto pela Proteção Social e do Programa de Regularização Fundiária ele vistoriou obras liberados quando ele era Secretário.

GESTOR Ex-integrante do Conselho Gestor da prefeitura de Criciúma o professor Enio Coan assumiu nesta semana o papel de liderar o Conselho de Gestão Municipal de Urussanga.

FRASE

Em qualquer hipótese o candidato do Dário é o Mauro. Só por um acaso do destino, o Dário seria candidato, mas somente o Mauro tornaria o Dário candidato”.

Djalma Berger, irmão do senador Dário Berger ao comentar o cenário político de Santa Catarina em entrevista ao colega Marcelo Lula aqui no SC em pauta, nesta semana.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest