Estado não tem recurso próprio para investimento, Lima explica proposta aos professores, advogado recorre a favor de João Rodrigues entre outros destaques

Dados apresentados pelo Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina, que recebeu destaque ontem através do colega Moacir Pereira, mostram um dado preocupante. Nos últimos seis anos o gasto com pessoal no Governo do Estado, pulou dos R$ 500 milhões, para R$ 1,1 bilhão mensal. Um pouco mais de 100% de aumento com a atividade meio até o ano passado.

Quem acompanha lembrará que ainda no governo de Raimundo Colombo (PSD), noticiei que o Estado chegara ao limite máximo de gasto com folha de pagamento, ferindo a Lei da Responsabilidade Fiscal. Mesmo tendo baixado um pouco o custo, novamente o limite deverá ser alcançado, exorbitando o gasto, se forem incluídas as chamadas verbas indenizatórias. Para ter uma ideia, de tudo o que é arrecadado, quase 60% fica para a folha salarial.

Ontem o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, me disse que a receita bruta mensal está entre R$ 1,95 bilhão, e R$ 2,15 bilhões. Detalhe: O valor é repartido com os municípios, demais poderes através do duodécimo e com o Pasep. Portanto, sobra para o Tesouro 55% do valor para as despesas do Executivo.

Aí os caros leitores fazem a seguinte pergunta: E o que sobra para investimentos? Zero !! Nada para investimentos com recursos próprios. Em suma, isso quer dizer que além das contas que já existem, o próximo governador terá que buscar novos financiamentos que aumentarão a bola de neve das dívidas, caso queira realizar obras estruturantes, já que não poderá contar com o próprio caixa.

Preocupação

Ontem o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, teve uma crise de pressão alta, o que o levou a fazer uma bateria de exames em um Hospital de Florianópolis. Tem quem diga que a pressão ocasionada pelas dificuldades financeiras do Estado, teria sido o grande motivador do estresse que atingiu Eli.

Educação financeira

Como cooperativa de crédito que tem uma visão diferenciada do mercado, o Sicredi se preocupa com a sua saúde financeira. É por isso, que trabalha na orientação de seus associados para que tomem as melhores decisões quando o assunto for a administração de seu dinheiro. Uma vida financeira organizada tem como resultado, a possibilidade de realizar bons investimentos, podendo render mais prosperidade e a realização dos seus sonhos. Por isso, tanto os clientes pessoa física, quanto jurídica, tem acesso as orientações do Sicredi, inclusive sobre como implementar ações e programas com o objetivo de capacitar funcionários e colaboradores, para a melhor forma de gerir aquela que é a maior contrapartida que recebem pelo seu trabalho: o dinheiro. Procure o Sicredi. Gente que coopera cresce!!

Sabatina

Merisio será o entrevistado de hoje.

Seguindo a série de entrevistas com candidatos ao Governo do Estado, numa parceria entre a Unochapecó e a Rádio Super Condá AM 610, hoje será entrevistado Gelson Merísio (PSD). Para amanhã está agendado, Ângelo Castro (PCO), e Leonel Camasão (PSOL) será o entrevistado na sexta-feira (31). Na próxima semana, Carlos Moisés da Silva (PSL) estará no programa na segunda-feira (03); Jessé Pereira (Patriotas) na terça-feira (04), Mauro Mariani (MDB) na quarta-feira (05) e Décio Lima (PT) na quinta-feira (06), encerrando a programação.

Não compareceu

A candidata ao Governo do Estado pelo PSTU, Ingrid da Silva, faltou a sabatina realizada ontem pela Super Condá AM 610 e Unochapecó. A candidata perdeu de se comunicar com uma região onde ela é pouco conhecida.

Décio responde

Ontem o candidato ao Governo do Estado, Décio Lima (PT), me ligou para responder ao questionamento que fiz a ele na coluna de ontem, sobre como conseguirá dar aumento salarial aos professores. Lima explicou que atualmente a folha dos educadores chega a R$ 1,8 bilhão, mas, o Estado perde anualmente cerca de R$ 1 bilhão do Fundeb devido a evasão escolar. Lima se apegará a um acordo com a classe que tem 83 mil servidores estaduais, para que trabalhem no sentido de evitar a evasão de alunos. “Isso permitirá que eu aumente a folha, mas eu também vou mexer na carreira que está paralisada”, prometeu o petista.

Outras fontes

Também é um desejo de Décio Lima (PT), caso seja eleito governador, tirar o bloqueio de tetos da carreira, além de extinguir as ADRs, o que deve representar uma economia de R$ 650 milhões por ano. Outra fonte de receita será a renúncia fiscal, a qual de acordo com Lima, baixará dos atuais R$ 6 bilhões, caso ele seja eleito, sendo que fará um novo pacto com o setor empresarial, para que somente seja concedido o benefício com a contrapartida de se gerar emprego. “Todas essas contas, incluindo o crescimento da receita que deve se manter na casa dos R$ 2 bilhões ao ano. Vamos valorizar os professores e melhorar a estrutura das escolas”, disse Lima.

Mulheres

Ajudando na caminhada dos candidatos Mauro Mariani (MDB) e Napoleão Bernardes (PSDB), as esposas Cynthia Mariani e Maria Augusta Bernardes, juntamente com a candidata a suplência ao Senado, Ivete Appel da Silveira, seguem percorrendo todo o Estado. Ontem, Cynthia Mariani e Guta Bernardes deram uma pausa na agenda de campanha, para participar do tradicional evento da Rede feminina de Combate ao Câncer de Blumenau, ao lado da presidente da entidade, Maria Christina Dorigatti. Cynthia engajou-se ao projeto e concilia a agenda de mãe de trigêmeas com as reuniões e caminhadas políticas.

Dando asas

Ontem o candidato ao Governo do Estado, Gelson Merisio (PSD), participou do lançamento da candidatura de sua ex-chefe de gabinete, Marlene Fengler, que tentará uma vaga na Assembleia Legislativa. Em sua fala, Merisio disse que é importante criar um ambiente favorável para o surgimento de novas lideranças. “Essa sempre foi uma das minhas missões como presidente do partido”, afirmou.

Camasão

O candidato ao Governo do Estado, Luis Camasão (PSOL), tem em sua agenda panfletagem na esquina democrática em Florianópolis. Ele também participará de reunião na Adjori as 10h, na Acaert as 14h, encontro com o Coletivo Revolução Brasileira as 19h, e viaja a noite para Chapecó acompanhado do candidato a deputado estadual, Elson Pereira (PSOL).

Recorreu

Ontem o advogado Marlon Bertol, protocolou a defesa do deputado federal João Rodrigues (PSD), que teve um pedido do Ministério Público de impugnação da sua candidatura. Conforme eu já havia adiantado, Bertol se baseou na decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Rogério Schietti Cruz, que suspendeu os efeitos da condenação aplicada ao parlamentar, incluindo para fins eleitorais. Leia a defesa:  d2e58024780ddf1f106900f5d0259cbd

Lançamento

O deputado estadual João Amin (Progressistas), realiza amanhã em Biguaçu o lançamento de sua campanha à reeleição. O evento acontecerá as 19h no Clube Samburá.

Polícia Civil

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), assinou na tarde de ontem o decreto que regulamenta a destinação de bens oriundos de ilícitos penais de lavagem de dinheiro, recuperados em investigação criminal. Com a medida, esses recursos serão destinados ao Fundo de Melhoria da Policia Civil, para serem empregados na capacitação e em infraestrutura, inteligência, tecnologia e reestruturação dos órgãos da corporação. Após a assinatura, o governador destacou ser o ato, uma conquista para a polícia e um reconhecimento da importância da sua atuação na repressão ao crime organizado.

Presidência da Chapecoense

Chapecó é pujante devido a sua classe empresarial e suas entidades organizadas. Vendo o momento delicado por que passa a Chapecoense, o setor empresarial decidiu em reunião ontem a noite, que a classe lançará um candidato à presidência do clube. A preocupação é grande com um possível rebaixamento, o que também afetaria consideravelmente o comércio e o setor de serviços em Chapecó. O nome que será lançado para presidente está sendo guardado a sete chaves e, a intenção é de fazer uma campanha discreta para não tumultuar o ambiente do clube.

Suplente

O presidente da Câmara Municipal de Chapecó, Itamar Agnoletto (PSDB), conduziu a posse do suplente de vereador Maximino Costa (PT), que assume a vaga de Cleber Ceccon (PT), licenciado por 60 dias. Maximino Costa tem 52 anos e é natural de Dois Vizinhos no Paraná. Empresário, reside em Chapecó há 24 anos.

Maternidade em Biguaçu

Com a meta de realizar até 200 partos ao mês, atendendo a população dos 22 municípios da Grande Florianópolis, foi inaugurada na manhã de ontem, a maternidade do Hospital Regional Helmuth Nass, de Biguaçu. O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), o secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande e o prefeito Ramon Wollinger inauguraram o setor.   A estrutura conta com 21 leitos, um centro de parto normal (CPN), três salas de parto humanizado, chamadas de PPP (pré-parto, parto e pós-parto) e um centro obstétrico (CO) com duas salas cirúrgicas para a realização de cesáreas. Os atendimentos começam na próxima segunda-feira (3).

ATENÇÃO!! As atividades eleitorais dos candidatos à majoritária, são divulgadas conforme são repassadas as informações pelas coligações.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest