Curtas da Capital #9

A semana passou rápida, os fatos aconteceram aos montes, e os jornalistas correndo atrás para trazer a você leitor as notícias de uma forma objetiva, informativa, completa, e claro, com alguma opinião. Curta o Curtas da Capital, leia, participe, envie sugestões! Vamos às notícias?

Colombo respira

Esta semana foi de grande alívio para o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD). Após semanas de bombardeio sobre a saúde, os ataques dos criminosos a bases do Estado, e alguma encrenca entre os aliados na Assembleia Legislativa, o lageano respirou como a primavera respira seus primeiros dias. De uma só tacada conseguiu articular votações importantes para o seu governo, como o Prefis-SC, aval do financiamento bilionário da Celesc e o uso de dinheiro do TJSC para pagar Precatórios.

Mas…
Muitas concessões foram feitas para que as votações fossem destravadas, principalmente para aliados do PMDB e PSDB, cujos deputados reclamavam baixinho pelos corredores da Assembleia, e apertavam a voz nas comissões técnicas. Colombo respirou, mas vem aí pela frente a votação da Lei Orçamentária para 2018, a operacionalização do Fundam 2 em que todos os deputados e partidos estão de olho, e claro, as notas plantadas pelo PMDB sobre a não aceitação do vice, Eduardo Moreira (PMDB), em assumir o governo se Colombo renunciar somente em abril. Há quem pague para ver isso acontecer.

Enquanto isso, Merísio articula

O pré-candidato a governador pelo partido do Governador, deputado estadual Gelson Merísio (PSD), segue articulando forte nos bastidores. Esta semana ele cedeu o tempo do seu partido para que o deputado Nilson Gonçalves (sem partido) pudesse desabafar sobre o seu “livramento” da cassação do mandato, um pedido do PSDB ao TRE. Gonçalves, hoje suplente, estará nas fileiras de Merísio em 2018. É inegável o trânsito de Merísio junto aos seus pares, de todos os partidos. Engana-se quem pensa que ele faz tudo sem o aval de Colombo. Está afinadíssimo com o chefe maior.

Moreira casou e quer de presente o Senado

É inegável que o vice-governador Eduardo Moreira, ex-presidente do PMDB, é um articulador habilidoso, e sabe a hora de pressionar e de assoprar. Recém-casado e seguindo para a doce lua de mel, Moreira antes teve alguma tinta para liberar recursos à suas bases no sul. O vice se acertou com Mauro Mariani, e está ajudando nas articulações junto aos partidos para coligações em 2018. Aliados seus como o Prefeito de Içara, promovem movimentos pedindo por Eduardo para Governador. Na verdade, estão mirando para Brasília. Eduardo gostou da ideia de virar Senador.

E Mariani

O deputado federal Mauro Mariani, presidente do PMDB e já ungido como o candidato do partido ao Governo do Estado em 2018, segue suas andanças pelas diversas regiões do estado em reuniões partidárias, na verdade preparando o seu exército e quebrando resistências internas que ainda existem. Enquanto isso segue se fortalecendo a partir de Brasília, onde ampliou seu transito junto aos ministérios do governo Temer. Se politicamente é dureza ser do atual governo rejeitado por 77% dos brasileiros, administrativamente busca obter seus frutos para ajudar os Prefeitos.

Amin submergiu

Enquanto peemedebistas e pessedistas queimam sola de sapato por aí, o deputado federal e ex-governador Esperidião Amin (PP) deu uma submergida nas últimas semanas. Após tiroteios na disputa pelo comando do PP, pacificou as alas partidárias mais uma vez, e espera, como se diz no interior, “por trás do toco”, para ver como as coisas andam a partir de agora. Trocou farpas com Eduardo Moreira, seu desafeto no PMDB, sempre buscando estar em evidencia nestes importantes momentos pré-eleitorais. Amin, se ainda não for o candidato cabeça de chapa da aliança PP/PSD/PSB, pode seguir rumo ao Senado. Já pensaram?

PT espera Lula
O presidente do PT em Santa Catarina, deputado federal Décio Lima, em articulação com o seu líder na Assembleia Legislativa Dirceu Dresch, prepara a vinda do ex-presidente Lula e sua caravana Lula Pelo Brasil. Ele deve visitado o estado até o final do ano. Sabedores da rejeição ao partido pelos escândalos e a Lava Jato, os lideres buscam motivar a militância e melhorar essa imagem por SC. Lula, mesmo diante de um bombardeio incessante do MPF e Judiciário, segue em primeiro lugar nas pesquisas. Pesquisa não ganha jogo, mas…

Udo ainda acredita
Quietinho lá no norte do estado, o prefeito de Joinville, Udo Döhler (PMDB), não abandou a ideia de ser o candidato a governador pelo partido. Fontes deste jornalista na Assembleia e em Joinville dizem que os assessores estão excitadíssimos e se dizem preparados para o chamado, e que o chefe também está. Imaginam que Döhler possa ainda ser o “tertius” que una novamente o PSD e o PMDB. Sonho de Colombo, esta receita salgada para Merísio e Mariani nem chega perto da mesa hoje. Mas como em política tudo pode… Vá saber…

Diretas Já!
Reitor da UFSC continua afastado do cargo por determinação da Justiça. Silencio ensurdecedor por parte da PF – não se sabe de fato o tamanho do rombo, se é que ele existe – causa estranheza. Reputações foram brutalmente atingidas com as prisões. Respostas precisam ser rápidas.

Badesc investigado. Auditorias do MPT e do TCE constataram que servidores foram coagidos a liberar empréstimos irregulares dentro de um esquema que opera há 11 anos. Irregularidades na concessão de empréstimos irregulares para empresas teriam resultado em prejuízo superior a R$ 340 milhões por inadimplência. O caso envolve pelo menos oito empresas e vem ocorrendo desde 2005. Até assédio moral está sendo apurado. Denúncia chegou à Assembleia Legislativa.

Orçamento de SC está estimado em R$ 26,4 bilhões. O Governo do Estado encaminhou nesta sexta-feira, 29, para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2018. O documento, elaborado sob a coordenação da Secretaria de Estado da Fazenda, detalha todas as receitas e as despesas do Estado no ano. As receitas orçamentárias estimadas na LOA 2018 somam R$ 26,429 bilhões.

Na próxima semana mais uma grande operação de transferência de carga da histórica Ponte Hercílio Luz, talvez a mais sensível, será realizada. Representantes de diferentes órgãos do Governo do Estado e da Prefeitura de Florianópolis estiveram reunidos na manhã desta sexta-feira, 29, para tratar dos detalhes. A mobilização para a operação de transferência de carga tem início programado para a sexta-feira, 6, a partir das 22h.

O ex-prefeito de Brusque, Paulo Eccel, poderá ser candidato em 2018. Fora da cena política desde março de 2015 quando teve o seu mandato cassado pelo TSE, Eccel foi absolvido por decisão do STF esta semana, que cassou a decisão do TSE. Cabe recurso da decisão aos autores da denúncia.

A Zurich Airport apresentou o futuro novo Aeroporto Internacional de Florianópolis, que se chamará Floripa Airport. Projeto muito bem estruturado, pensado, e a empresa espera entregar tudo até final de 2019. Mas o que depende do Governo do Estado está atrasado: o novo acesso, empacado por traçado que precisa ser alterado. Desapropriações e áreas protegidas estão em discussão.

Atos racistas e fascistas como este que aconteceu em Blumenau merecem todo o nosso repúdio. Não podemos voltar a tempos obscuros, medievais, com discriminações odiosas, perseguições a raças, credos. Hitler nasceu destes movimentos. Outra idiotice são os pedidos de volta do regime militar, a ditadura militar. É muita falta de estudos, ou má-fé mesmo, para defender tantas sandices.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest