Crise: Pinho Moreira escreve carta ao povo catarinense

Depois de uma semana de paralisação dos caminhoneiros, com grande impacto no cotidiano das pessoas, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), decidiu dirigir-se diretamente à população. Por meio de carta, ele faz um apelo à união e ao bom senso, lembrando que a preservação da vida e do bem estar da sociedade é de responsabilidade de todos. Abaixo a íntegra do documento:

 

Carta ao povo catarinense

Santa Catarina sempre venceu as dificuldades através da união de seu povo. Nenhum desastre natural ou tragédia nos deixou derrotados. Saímos de todos eles mais fortes e unidos.

Agora, mais uma vez, somos colocados frente a frente com um desafio. E, a exemplo do que já fizemos, de novo será a união do povo catarinense que vai fazer com que os obstáculos sejam superados.

Reconhecemos como legitima a manifestação dos caminhoneiros, trabalhadores responsáveis pelo transporte de tudo o que mantém a sociedade em funcionamento.  São eles que transportam nosso alimento, a água, nossos medicamentos, o combustível que abastece nossos carros e que faz toda a nossa economia andar.

Todos nós brasileiros pagamos a conta de uma política de preços do combustível equivocada e contrária às necessidades da população. O litro do combustível varia da noite para o dia. O trabalhador não sabe quanto vai gastar no mês para abastecer seu carro, seu caminhão, seu meio de transporte.

Mas Santa Catarina faz a sua parte. Temos o menor imposto sobre o combustível. Trabalhamos para não aumentar tributos e estamos reduzindo gastos públicos. Priorizamos o desenvolvimento e o reconhecimento à força do trabalhador catarinense.

Hoje, domingo, quando a greve chega ao seu 7º dia, nossas famílias já sofrem os impactos da paralisação que tomou conta do Brasil. Não desejamos que estes problemas se ampliem. Por isso, o bom senso precisa prevalecer para que os serviços básicos, necessários para o bem estar da população, não parem.

Neste momento difícil, a palavra de ordem é união. Os nossos representantes estão dialogando com os grevistas, o que até agora tem permitido que os insumos básicos passem pelas barreiras, nos pontos de bloqueio. Mais de 90% das escolas serão mantidas abertas. Delegacias não fecham. Policiamento funciona dentro da normalidade. O estoque de medicamentos está garantido. Os hospitais operando. Cirurgias eletivas serão remanejadas. Nossa água está sendo tratada.

Mas os catarinenses precisam de combustível. Quando falta combustível, falta trabalho, falta emprego, falta salário. Nossas famílias são todas atingidas. Por isso, precisamos da sensibilidade e apoio de todos. Unidos, venceremos mais este desafio. E mais uma vez seremos reconhecidos pela nossa capacidade de superação. A responsabilidade é de todos nós.

 

Eduardo Pinho Moreira – Governador do Estado de Santa Catarina

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest