Convenção do PP e as interpretações do Sul

Pode ter começado pela convenção do PP, ontem, o isolamento do PMDB em Santa Catarina. Estiveram na convenção dos progressistas todos os maiores partidos, exceto o peemedebista. PSB e PSDB também compareceram à reunião em que o presidente do PSD, Gelson Merísio, discursou com o tom de uma campanha de aliança genética e com alvo no enxugamento da máquina. E cada vez que na política alguém fala isso é facilmente interpretado. São as ADRs, criação do PMDB, que simbolizam máquina inchada. A convenção do PP, ontem, foi um recado ao PMDB. Quem falou foi Gelson Merísio, mas quem terá que ouvir a reação peemedebista é Raimundo Colombo, que tem ouvidos de padre.

O PSDB é o próximo partido a ser observado. A questão é que os tucanos catarinenses estão divididos em mais alas que as suas próprias cores. Além disso, a exemplo do plano nacional em que o fisiologismo não lhe permitiu ser mais genuíno, no Estado a “fome” é grande. Ainda mais num cocho em que todos bicam um pouco. 

Dois aspectos podem resultar dos movimentos sugeridos ontem na convenção do PP. O primeiro deles é a posse ou não de Eduardo Moreira (PMDB) com a renúncia de Raimundo Colombo, que pelo visto não será mais em janeiro, mas apenas em abril. O outro é a presidência da Assembleia Legislativa, que a partir de fevereiro deve ser do PMDB. É tão  óbvio quanto possível, que nem um, nem outro aconteça.

Mais do que as pesquisas eleitorais, as leituras ao processo político são uma fotografia de momento. É grande a capacidade dos líderes em mudar a fotografia. Por isso as atenções se voltam agora aos movimentos do PMDB, que deve trabalhar para reverter o cenário. 

Câmara nova em Criciúma

Entusiasmado com os resultados da contabilidade do primeiro semestre o presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma pensa lançar ainda neste o processo para construção da nova sede do Poder Legislativo. A ideia é manter o projeto do arquiteto Manoel Coelho, que prevê obra de R$ 8 milhões na área do Paço Municipal. 

Para não antecipar nenhum valor, a proposta da construção da nova Câmara de Vereadores é parceria público privada. Pelos cálculos da Câmara, só com os alugueis pagos todos os meses o novo prédio se paga. Mesmo construindo sede nova as devoluções do Legislativo para o Executivo podem continuar sendo feitas.

No relatório do primeiro semestre a Câmara de Vereadores revela dados que mostram que o Legislativo utilizou apenas dois por cento da arrecadação total do município. Já naquele cálculo feito pelo Observatório Social, de que o limite de gastos deveria ficar em 3,5 por cento, o índice ficou em 3,8. Portanto, próximo do sugerido. Ressalta-se que o relatório é da Câmara e não tem, ainda, comentário do Observatório Social.

 Mineiros

Decisão da Justiça do Trabalho retirando os mineiros da Cooperminas da base sindical de Forquilhinha é um passo enorme para destravar a eleição na entidade. Há três anos o sindicato tem diretoria provisória, que nasceu dentro da Cooperminas. A decisão sobre a eleição está nas mãos do juiz Luciano Paschoeto. O processo está parado desde 2014.

 

SINDICAL Num ensaio do que deve vir muito daqui por diante, dois Sindicatos estão na briga pelos trabalhadores de uma empresa com três unidades, sendo duas em Forquilhinha e uma em Cocal do Sul. O Sindicato dos Químicos era a base, mas a empresa decidiu muda-los para o Sindicato do Vestuário.

GREVE A guerra pela reserva de filiados levou o Sindicato dos Químicos a propor estado de greve nas três unidades de uma fábrica de grandes bolsas plásticas.

ZÉ DIABO A melhor e mais bonita definição sobre o artista José Fernandes, o Zé Diabo, que morreu ontem, ouvi do museólogo e colunista aqui do DN, Robson Lunardi. Ele disse: “O Zé Diabo era maior que Orleans”, numa referência ao tamanho da obra do artista.

TUBARÃO Ontem o Governo do Estado assinou a transferência de duas escolas estaduais para a prefeitura de Tubarão. Ambas serão transformadas em creches municipais. Em Criciúma o governo municipal pleiteia cinco prédios.

RODOVIAS O gabinete do deputado Ronaldo Benedet (PMDB), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Conclusão das BR’s 101 e 285, anunciou roteiro para a vistoria técnica no Morro dos Cavalos (Palhoça) e BR 285 (Timbé do Sul), no dia 25 de agosto (sexta-feira). A agenda terá a presença do diretor geral do DNIT, Valter Casimiro Silveira.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest