Bertol tenta a transferência de JR, deputado passou a noite na PF, mais uma reunião a respeito do Fundam entre outros destaques

Bertol chega agora de manhã em Porto Alegre.

O deputado federal João Rodrigues (PSD) está desde ontem à noite na sede da Superintendência da Polícia Federal em Porto Alegre, quando chegou de Guarulhos em um voo da companhia Azul Linhas Aéreas, acompanhado de dois policiais. Hoje caberá à desembargadora Federal Claudia Cristina Cristofani, determinar a ala da penitenciária em que ele começará a cumprir a pena de 5 anos e 3 meses.

O advogado Marlon Bertol, trabalha para transferir o deputado para Brasília, o que permitirá a ele seguir com o seu mandato até que a Câmara resolva se irá pedir a cassação ou não. Como o regime de Rodrigues é o semiaberto, ele poderá frequentar as sessões e reuniões do parlamento durante o dia, mas terá que se recolher as noites, domingos e feriados na prisão. A princípio, ontem ele dormiu sozinho em uma cela, mas hoje deve haver alguma decisão a respeito do encaminhamento que será dado.

Bertol não conseguiu voo ainda ontem para Porto Alegre, mas chega hoje cedo na cidade e, irá diretamente para a Polícia Federal encontrar Rodrigues. Após, ele protocolará o pedido de transferência para a capital federal, para que o deputado durma na Papuda e trabalhe de dia. Ainda hoje deve ser anunciada a decisão e, caso seja aceito, a ida deve ser providenciada até amanhã. Quanto à possibilidade de soltura neste momento, está descartada, pois não cabe habeas corpus nessa fase, até porque ainda não se tem acesso a decisão.

Outro ponto destacado pelo advogado, é que os embargos de declaração só podem ser apresentados, após a publicação do acórdão, o que pode acontecer a qualquer momento. “Nos embargos nós pediremos a necessidade de conhecerem o recurso especial, através do voto do Luiz Barroso, que não reconheceu. Ao contrário do que disse o Barroso que era preciso averiguar fatos e dolos, não é preciso, pois já foi avaliado pelo TRF4 que já afirmou não haver dolo e nem dano ao erário. O pior é que essa decisão do TRF4, já transitou em julgado e o Ministério Público não recorreu. A decisão do Barroso é um absurdo”, afirmou Bertol.

Acórdão

De acordo com o advogado Marlon Bertol, a torcida da defesa de João Rodrigues (PSD), é de que o acórdão seja publicado ainda hoje, para que se dê entrada nos embargos no final de semana. Neste caso, ele acredita que poderá haver o julgamento na sessão do dia 20, mas, Bertol entende que tudo dependerá do que definiu como boa vontade do Ministério Público Federal. “Se sair o pedido de vistas, esses embargos somente serão julgados em março”, lamentou.

Apoio

O vereador de Chapecó João Marques Rosa (PSB), incomodado com o silêncio de seus colegas de Câmara, filiados ao PSD, partido do deputado federal João Rodrigues, fez a defesa do parlamentar. Era notório o constrangimento entre os vereadores pessedistas. Rosa disse que não iria se calar para falar do cidadão (JR), definindo como uma grande injustiça a prisão. Ele lembrou do voto do relator do processo, ministro do STF Luiz Fux, que afirmou não ter havido ilícito no caso da retroescavadeira, nem improbidade e muito menos prejuízo ao erário, ou ao patrimônio público. “Não vou me calar, pois é um homem que fez muito por Chapecó e Santa Catarina”, afirmou.

Casildo defende

O ex-governador Casildo Maldaner (MDB) afirmou que a prisão de João Rodrigues é desproporcional ao resultado da sanção, ceifando segundo ele, uma carreira pública em ascensão. Em nota, o emedebista afirmou que o resultado dramático do julgamento de Rodrigues, envolvendo um caso ocorrido há mais de duas décadas, exige análise mais profunda do que a formalidade normativa. “De acordo com o magistério de Ruy Barbosa, Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada”, afirmou.

PSD não fala

Os pessedistas ainda não se manifestaram a respeito da prisão do deputado federal João Rodrigues. Questionei a assessoria de imprensa do governador Raimundo Colombo (PSD), se ele faria algum pronunciamento sobre assunto, e a resposta foi sucinta: “Não!”.

Criticou

O vereador de Chapecó Cleiton Fossá (MDB), aproveitou para falar do momento político enfrentado pelo Brasil. Ele disse que sente uma grande tristeza com o que está acontecendo na política em todas as esferas. “É repugnante R$ 50 milhões em apartamento, R$ 500 milhões em uma mala. Ex-governador no presídio, ex-presidente na eminencia de ser preso e ex-deputado sendo preso. Isso não ajuda em nada”, disse Fossá. Ele aproveitou para criticar a morosidade dos processos. “Nós precisamos de um processo mais célere, que faça a justiça mais rápida. Não podemos ter processos que passam década desgastando as famílias. Eu não falo só do caso do João (Rodrigues), eu falo de todos”, destacou Fossá.

Provocação

Algumas lideranças da situação entenderam que o vereador Cleiton Fossá (MDB), se aproveitou do momento vivido pelo deputado federal João Rodrigues (PSD), para fazer discurso político.

Reunião com a Caixa

Hoje o governador Raimundo Colombo (PSD), acompanhado do ex-secretário de Estado da Fazenda, Nelson Serpa, se reunirá mais uma vez com a direção da Caixa. O governo trabalha para tentar um financiamento na ordem de R$ 634 milhões para viabilizar o Fundam.

Silva na suplência

No próximo dia 16, Valmir Comin (Progressistas), retomará o seu mandato de deputado estadual. A pedido do vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), que começará a governar o Estado mesmo que de forma interina até abril, o parlamentar licenciado deixará a Secretaria de Estado da Assistência Social Trabalho e Habitação. Com a volta de Comin, Altair Silva (Progressistas) retornará à suplência.

Mais distantes

O presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, voltou a se encontrar com o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). Na primeira parte da conversa, Moreira falou a respeito do governo que será tocado por ele a partir do próximo dia 16, e pediu a ajuda dos tucanos. Como resposta, Vieira afirmou que o seu partido não se furtará a ajudar. Porém, quando o papo foi para o lado da eleição, não houve acordo. Tanto Moreira quanto Vieira, afirmam que os seus partidos não abrem mão de ter o cabeça de chapa da aliança. Portanto, esse casamento é difícil de ser sacramentado, muito embora, haja um pacto de não agressão.

Acordo

Os líderes de cada partido na Assembleia Legislativa chegaram ao um acordo, quanto a composição das comissões permanentes. Não haverá mudança, cada partido manterá a cadeira que já tinha no ano passado. Apenas alterações de nomes podem acontecer, sendo que a definição somente poderá ser feita por cada partido.

Biasus é confirmado

O advogado e ex-vereador de Xanxerê, Adenilso Biasus (MDB), será um dos homens de confiança do vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), a frente do Governo do Estado. Ele terá um cargo de primeiro escalão, porém, até o momento não houve a definição de qual espaço ocupará.

Educação

Na Secretaria de Estado da Educação, não haverá mudança. Eduardo Deschamps segue como o secretário, enquanto que Elza Moreto, filiada ao PSD permanece como adjunta, atendendo a um pedido do governador Raimundo Colombo (PSD). Com essa definição, Gilberto Agnolin poderá ser direcionado à ADR de Chapecó.

Brasil X Venezuela

O ministro da Defesa Raul Jungmann, esteve na Guiana e no Suriname. Em conversas com autoridades locais, ele deixou claro que o Brasil não irá tolerar qualquer agressão da Venezuela a Guiana, pelo território de Essequibo, que é pretendido pelo ditador Nicolas Maduro.

Posse na ACIC

A solenidade festiva de posse da nova diretoria executiva da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), uma das mais importantes entidades empresariais está programada para o dia 1º de março, uma quinta-feira, às 20h, no Clube Recreativo Chapecoense (CRC). O comando da nova gestão está a cargo do empresário do ramo da indústria gráfica Cidnei Luiz Barozzi.

Barozzi (de pé) assumirá oficialmente a presidência.
Foto: MB Comunicação

Unochapecó

Se você é calouro da Unochapecó e está interessado em concorrer a bolsas de estudo, ou já tem o benefício e pretende renová-lo, fique ligado. Estão abertos os editais para o seletivo de bolsas de estudo para acadêmicos da graduação. Duas modalidades são oferecidas, uma pela Entidade Beneficente de Assistência Social (Lei Federal), e outra pelo Programa de Bolsas Universitárias do Estado de Santa Catarina – artigo 170 (Uniedu). O estudante interessado precisa estar atento às datas de inscrição, de 5 de fevereiro a 7 de março. Os editais estão publicados no site da Universidade, na página de bolsas de estudo.

Destaque

“A China se consolidou como o principal mercado para carne suína catarinense. Em janeiro, o Estado faturou US$ 20 milhões com as vendas para o mercado chinês, mais do que o dobro da receita em dezembro de 2017. No último mês foram embarcadas 9,7 mil toneladas de carne suína com destino ao país asiático, 110,5% a mais do que em dezembro.”

 “Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest