Bauer será pressionado a declinar, Amin e Merisio esperam por Kleinubing, Mariani será homologado candidato entre outros destaques

Na semana passada o PSDB realizou um grandioso evento em Joinville, quando demonstrou força e organização. Os tucanos saíram do Norte do estado, com a certeza que durante a semana atrairiam o apoio de outros partidos para formar uma aliança.

Durante a semana, segundo uma fonte, Gelson Merisio (PSD) chegou a concordar com a possibilidade de ser vice, sendo que o candidato ao Governo do Estado fosse Napoleão Bernardes (PSDB), tento ainda Paulo Bauer (PSDB) e Raimundo Colombo (PSD) ao Senado. De sobra, João Paulo Kleinubing (DEM) poderia ficar na suplência de Amin, podendo ocupar um importante espaço no primeiro escalão. Quando tudo parecia encaminhado, Bauer disse que não aceitaria abrir mão e, que manteria a sua candidatura, o que inviabilizou a sequência do acordo.

Ontem conforme já amplamente divulgado, foram realizadas quatro reuniões, sendo que a primeira encerrou de madrugada na casa de Colombo. O ex-governador pessedista conseguiu atrair para um encontro, Gelson Merisio (PSD), os progressistas Silvio Dreveck e Esperidião Amin, e o demista João Paulo Kleinubing. A proposta é para a formação de uma chapa com Merisio na cabeça, João Paulo Kleinubing de vice, e Raimundo Colombo e Paulo Bauer ao Senado.

As demais reuniões geraram grande expectativa e tiveram como local, o escritório de Amin no centro de Florianópolis. A última encerrou por volta das 21h20, com um pedido de Kleinubing para pensar até a manhã de hoje, quando deverá ter mais uma reunião a partir das 09h.

Jantar foi em clima ameno.

Enquanto o demista foi para casa, Merisio e Amin que já estão acertados, foram vistos jantando no NB Steak House, na Beira-Mar Norte. Eles ficaram no local por cerca de uma hora e meia onde conversaram mais um pouco a respeito do cenário. “A conversa entre ambos estava animada”, relatou uma fonte que viu a dupla no local.

Há a expectativa de uma resposta definitiva de Kleinubing, que poderia segundo algumas leituras, estar avaliando propostas de outros partidos, incluindo o MDB. Mas não se descarta que somente amanhã a tarde o martelo será batido.

Preocupação tucana

Ontem a noite na residência do senador Paulo Bauer (PSDB), há poucos metros do apartamento do pessedista Raimundo Colombo (PSD), chegaram ao final da tarde o ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins, e o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes. A porta fechada, analisaram o cenário inclusive com a possibilidade de disputarem com chapa pura. Enquanto isso, de Joinville, o deputado federal Marco Tebaldi chegou a dizer que o possível acerto entre Esperidião Amin (Progressistas) e Gelson Merisio (PSD), era a melhor notícia para o tucanato. Ele chegou a sugerir uma chapa pura, com Bauer na cabeça representando a região Norte, Beto Martins de vice que é do Sul do estado, e Napoleão que é do Norte, e Marcos Vieira ou Leonel Pavan representando o litoral e o Oeste. Tebaldi também disse que está a disposição para a majoritária.

Base não quer

Enquanto que na casa de Paulo Bauer era discutida a portas fechadas, a possibilidade de chapa pura do PSDB. Por outro lado, as bases tucanas se manifestavam contrárias ao isolamento, sobretudo os prefeitos. De acordo com lideranças do partido, a pressão será enorme na reunião que foi marcada pelo presidente Marcos Vieira, para amanhã as 09h30 no Andrade Hotéis. Como sabem que Napoleão Bernardes é o único nome capaz de aglutinar outros partidos, será pedido a Bauer que decline. “Os candidatos à proporcional estão preocupados com uma possível chapa pura, por entenderem que terão muita dificuldade”, relatou. Além disso, tem os prefeitos que vão pressionar, pois, não querem que o partido vá só. “Não é nada contra o Bauer, é contra o isolamento. Ele precisa pensar no partido, não no projeto pessoal”, afirmou uma liderança tucana.

Rechaço ao MDB

Outro ponto rechaçado nas bases do PSDB, é a possibilidade de ter que apoiar o MDB no segundo turno. “Os nossos prefeitos sabem bem como é apoiar o MDB e não conseguir nada. Pergunta para alguns prefeitos. É complicado”, disse uma fonte. Pelo visto, o encontro de amanhã será de muita discussão, tanto, que as portas devem ficar fechadas para qualquer pessoa que não tenha sido convocada pela executiva tucana.

Outro ponto

Uma aproximação entre PSDB e MDB aqui no estado, também pode ser barrada pelas executivas nacionais. Acontece que os emedebistas terão que dar palanque ao seu candidato a presidente, Henrique Meirelles, enquanto que os tucanos receberão o candidato Geraldo Alckmin.

 MDB consolidará Mariani

Das 09h as 15h de hoje, o MDB realiza a sua convenção na Assembleia Legislativa. O deputado federal Mauro Mariani, será homologado como candidato a governador. Carmen Zanotto (PPS) conforme anunciei em primeira mão, será a sua vice, enquanto que Jorginho Mello (PR) será confirmado como candidato ao Senado. A surpresa anunciada ontem pelo colega do Grupo NSC, Moacir Pereira, é que a viúva de Luiz Henrique da Silveira, Ivete Appel da Silveira, será a primeira suplente de Mello. A segunda suplência e a outra vaga ao Senado, ainda está em aberto. Em meio a indefinição de João Paulo Kleinubing (DEM) que está conversando com todo mundo, uma liderança emedebista fez a seguinte observação: “Se ele conseguir se divorciar do Amin, pode ser que venha”, afirmou.

Construiu

Mauro Mariani (MDB) sairá hoje da Assembleia Legislativa, com o seu objetivo alcançado, que é a candidatura ao Governo do Estado. Desde a eleição passada, Mariani trabalha para que o seu partido tenha candidato ao governo. Independentemente do resultado da eleição, Mariani com a temporada que o atual governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) passará em Portugal, após o seu mandato, se tornará a principal liderança dos emedebistas. Pelo visto, o poder da jaqueta de LHS ungiu Mariani ao verdadeiro comando do partido.

Proporcionais

A convenção de hoje do MDB, também homologará as coligações paras as chapas proporcionais, para deputados estaduais e federias, e para a majoritária. PR, PPS, PTC, PTB, PRTB, PSDC e AVANTE já confirmaram participação na chapa liderada pelo MDB.

PT

Somente amanhã, o Partido dos Trabalhadores deverá fechar a sua chapa. Décio Lima será homologado como candidato ao Governo do Estado, podendo ter de vice Carlito Merss, ex-prefeito de Joinville. Ideli Salvatti e Lédio Rosa são os nomes ao Senado, porém, dependendo da composição, um deles poderá declinar da candidatura. O partido ainda espera a resposta do PCdoB, PSOL e PDT. Só que entre os comunistas, somente se Gelson Merisio (PSD) não estiver na cabeça de chapa, que o partido se afastará dos pessedistas. Se ele for o candidato a governador, o partido que tem como prioridade eleger Ângela Albino para a Câmara Federal, e reeleger Cesar Valduga à Assembleia Legislativa, seguirá com os pessedistas.

PSOL

Hoje o PSOL e o PCB vão confirmar as candidaturas de Leonel Camasão e Caroline Bellaguarda, ao Governo do Estado. O encontro ocorre no auditório do IFSC, em Florianópolis. Também serão confirmados os professores Pedro Cabral, de Florianópolis, e Antônio Campos, de Chapecó, às duas vagas ao Senado. A coligação terá 20 candidatos a deputado federal e 21 a estadual.

PSL com vice de Chapecó

O PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, por decisão de seus dirigentes aqui no estado decidiu lançar candidato a governador nas eleições deste ano. Os nomes cotados são os do Comandante Moisés, coronel Bombeiro Militar da reserva, ou do lutador de MMA e empresário, Marcelo Brigadeiro. O presidente estadual da legenda e líder da estruturação da sigla no estado, Lucas Esmeraldino, disputará ao Senado. A composição contará também com candidata à vice-governadora. O nome será de Chapecó, sendo escolhido entre as advogadas Caroline De Toni e Daniela Reinehr. A convenção estadual do PSL ocorre hoje a partir das 16h, em Florianópolis.

Dias em SC

Pré-candidato do Podemos à Presidência da República, o senador Alvaro Dias fez seu último ato antes da homologação da candidatura em Videira, no Meio-Oeste de Santa Catarina, na tarde de ontem. Pela manhã, o presidenciável foi recepcionado pelo deputado Natalino Lázare, líder da bancada da Alesc e primeira grande liderança com mandato a aderir ao projeto do Podemos em Santa Catarina. O líder nacional veio ao estado a convite de Lázare. Dias desembarcou em Florianópolis onde palestrou, antes de viajar a Videira, no evento dos 45 anos de criação da União dos Vereadores de Santa Catarina (Uvesc), na Assembleia Legislativa. O líder paranaense voltou a defender a urgente Refundação da República, com o enxugamento do Estado, tanto no Executivo, eliminando ministérios e milhares de cargos públicos, como também no Legislativo, com menos senadores e deputados. Neste sábado, a partir das 9h, em Curitiba, o Podemos organiza uma grande festa para homologar a candidatura de Alvaro Dias à Presidência.

Candidatos de Joinville

O vereador Rodrigo Coelho (PSB) de Joinville, que é candidato a deputado federal, anunciou o seu afastamento temporário das atividades legislativas. Quem assumirá a vaga por um período de dois meses, será o segundo suplente do partido, o vereador Chico Zermiani. O afastamento faz parte de um compromisso firmado ainda durante a campanha eleitoral de 2016 entre os candidatos do PSB à Câmara.  A licença se dará sem remuneração. Outro nome que anunciou que se afastará para disputar uma vaga à Assembleia Legislativa, é o tucano Odir Nunes (PSDB). Ele disse que assim que o seu nome for homologado pela Justiça eleitoral, que se afastará sem remuneração para se dedicar ao pleito.

PDT filia

Em Chapecó o PDT ganhou mais filiados. O vereador Luiz Antônio Agne deixou o Progressistas para assinar ficha no partido, enquanto que o suplente Olavo Correia, os empresários Almir, Leoni Marcos e Adair Sagaz também anunciaram filiação.

 

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest