Autorizada investigação contra Bauer, a situação de Aldo Schneider e Pavan, Sabatina do Merisio chega ao Oeste entre outros destaques

Bauer tem a sua candidatura abalada.

A situação do senador Paulo Bauer (PSDB) deve se complicar na próxima semana. Acontece que a presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia, devolveu o pedido de inquérito ao ministro Luiz Fachin, que autorizou a abertura de investigação contra Bauer, por suposta corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com uma fonte, a publicação oficial pelo STF deve ser feita até a próxima semana. Caberá à Polícia Federal a condução dos trabalhos, que ao final, encaminhará ao Ministério Público Federal que decidirá se tornará o senador tucano, réu, ou se arquivará o caso.

Enquanto não se torna oficialmente um investigado, Bauer que é o pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, chega hoje ao Oeste acompanhado do presidente estadual do partido, o deputado Marcos Vieira. Eles cumprem agenda em Palmitos, São Carlos, Guaraciaba entre outros municípios, encerrando o roteiro no sábado (19) de manhã em Chapecó.

Pelo menos externamente, o discurso seguirá o mesmo, no sentido de que o senador encabeçará o projeto tucano ao Governo do Estado, porém, a conversa internamente não é a mesma. Uma liderança do partido usou o seguinte termo: “Estamos reféns da palavra do Bauer”. E esse é um fato, pois, não há quem ouse dentro do partido desconfiar de qualquer ato ilícito da parte do senador.

Por outro lado, as conversas nos bastidores é de que se as investigações fossem pela suposta prática de caixa 2, que o problema não seria tão grande, pois, Bauer seria colocado na vala comum. “Quando se é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o negócio muda. É uma investigação por corrupção e, essa palavra pesa”, relatou uma fonte tucana.

O fato é que eu não consegui descobrir ontem a noite, se os tucanos já sabem que Fachin autorizou a abertura do inquérito. Mas, uma liderança do PSDB (ele não tinha a informação) me disse que se for aberto o inquérito, a candidatura de Bauer fica inviabilizada. Dessa forma, o ex-prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes e o deputado Marcos Vieira, entram no cenário para a majoritária. “Aí terá a necessidade de um entendimento entre os dois. O Napoleão é visto como a novidade, que é o que tem sido pedido pelo eleitor, mas, o Marcos tem uma força maior junto as bases”, relatou.

MDB de vice

Ainda segundo uma fonte tucana o PSDB espera por uma definição de Brasília, que poderia colocar o MDB indicando o seu vice aqui no estado. Mesmo com o discurso do ex-ministro Henrique Meirelles (MDB), de que não é candidato, o fato é que os tucanos contam com ele para ser o vice de Geraldo Alckmin (PSDB), o que poderia influenciar nos estados. Outro ponto destacado é que a base tucana não aceita ser vice dos emedebistas, pois, só aceitam a cabeça de chapa.

Não abre mão

É claro que o MDB não abrirá mão da cabeça de chapa aqui no estado. O partido está há duas eleições sem ter candidato próprio ao governo, portanto, imagine um terceiro pleito sem um nome emedebista. O que é importante compreender, é que temos uma nova eleição, o pleito do pós-Luiz Henrique da Silveira e, entre os emedebistas há tanto a busca pela manutenção do partido numa posição de comando do Estado, como o entendimento de que se eleger o governador, este poderá assumir a posição de maior liderança do MDB. Neste caso, a fila é grande para ocupar o espaço que ainda está vago.

MDB de Pinho Moreira e Mariani não aceitará ser vice.

Situação delicada

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Aldo Schneider (MDB), se encontra internado no Hospital Baia Sul em Florianópolis. De acordo com informações, o estado de saúde do parlamentar segue inalterado e, que ele se encontra numa situação delicada. Está previsto para hoje um procedimento para tentar melhorar a voz, afetada por três sessões de radioterapia direcionadas à região do pescoço. Isso ocasionou a quase perda da voz e inchou o aparelho respiratório, obrigando os médicos a fazerem uma traqueostomia. Schneider nos últimos dias estava fazendo o uso de um microfone para se comunicar durante as reuniões. Ainda não há previsão de alta, nem de data para que ele retome as sessões de quimioterapia, que tem feito mensalmente no Hospital Albert Einstein em São Paulo. No ano passado, Aldo Schneider passou por uma cirurgia quando foi retirado um tumor da coluna.

Pavan inalterado

Segue inalterado o estado de saúde do deputado estadual Leonel Pavan (PSDB). Ele segue internado no Hospital da Unimed de Balneário Camboriú, após ter sofrido um AVC em uma aula de pilates. De acordo com o boletim médico divulgado ontem as 17h, Pavan segue internado na Unidade de Terapia Intensiva, em estado grave e com o monitoramento neurológico. Porém, ele já não respira mais por aparelhos. O boletim foi assinado pelos médicos Renata Waltrick e Humberto da Silva.

Clique para ler o boletim médico :   9f54b7cc74c09661aa027352a15e4e73

Sabatina do Merisio amanhã.

Amanhã eu participo a partir das 10h, no Lang Palace Hotel em Chapecó, da Sabatina realizada pelo pré-candidato a governador, deputado Gelson Merisio (PSD). A imprensa da região também foi convidada.

Lançamento

O Parque de Exposição da Efapi em Chapecó foi o local escolhido pelo PSD, para o lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Gelson Merisio. O evento acontece no sábado (26), as 10h. Está confirmada a presença de lideranças pessedistas, incluindo o ex-governador Raimundo Colombo (PSD), além de outros partidos que estão alinhados com os pessedistas.

Encontro da Construção

Com a participação do presidente Michel Temer (MDB) e do governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), iniciou ontem a noite e segue até amanhã, no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis, a 90ª edição do Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), principal evento do calendário anual do setor. Promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o evento tem apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), do SESI e do SENAI. O presidente da FIESC, Glauco Côrte, participou da abertura do encontro e lembra que a construção catarinense representa 32% dos estabelecimentos industriais, empregando mais de 90 mil trabalhadores formais, responsáveis pela geração de 5,6% do valor adicionado brasileiro.

Boas notícias

Atendendo à reivindicação feita pelo governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), pelo ministro do Turismo Vinicius Lumertz, e pelo deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB), o presidente Michel Temer (MDB), anunciou ontem durante o Encontro Nacional da Indústria da Construção, em Florianópolis, a autorização de empenho ao Governo do Estado para conclusão das obras do Centro de Convenções de Balneário Camboriú. Temer, que chegou acompanhado dos ministros do Turismo, Vinicius Lummertz; das Cidades, Alexandre Baldy; Indústria e Comércio, Marcos Jorge Lima, do Trabalho, Helton Yomura; e de Planejamento, Esteves Pedro Colnago, teve um rápido encontro reservado com Pinho Moreira. Também integra a comitiva o presidente do BNDES, ex-ministro Dyogo Oliveira. O prefeito Gean Loureiro (MDB) deu as boas-vindas aos participantes do encontro.

Pinho Moreira e Temer andam afinados.

Era prioridade

O deputado estadual Leonel Pavan (PSDB), que se encontra internado em Balneário Camboriú, quando ainda ocupava a Secretaria de Estado do Turismo, colocou como a última ação de sua passagem pelo setor, a conclusão das obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. Quando deixou a pasta, o Governo Federal ainda não havia autorizado a liberação do recurso.

Dalírio fora?

O senador Dalírio Beber (PSDB) estaria decidido a não disputar a eleição ao Senado. Beber teria dito nos bastidores para algumas lideranças tucanas, que o seu grande projeto é de ajudar a eleger o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes. Porém, dependendo da situação do deputado estadual Leonel Pavan, Beber poderá ser chamado para disputar uma vaga à Assembleia Legislativa, a menos que Pavan quando recuperado, decida por indicar o próprio filho para a disputa.

Astrit e o PSD

Astrit Tozzo que está voltando para a Câmara de Vereadores de Chapecó, teve a sua situação no PSD regularizada. A filiação de Astrit havia sido suspensa por determinação da executiva estadual, enquanto ela estivesse ocupando uma vaga no governo de Eduardo Pinho Moreira (MDB).

Posse na ADR

O empresário Sérgio Galli já foi nomeado e está como secretário executivo da ADR de Chapecó. Ele recebeu em seu gabinete o gerente de Administração, Finanças e Contabilidade, Gilberto Tomasi. Também estiveram na ADR os prefeitos de Nova Erechim, Nédio Cassol (MDB) e de Cordilheira Alta, Carlos Alberto Tozzo (MDB). A posse oficial de Galli está agendada para amanhã as 15h30, no auditório da ADR.

Agrotóxicos

Deve ser votado na Câmara dos Deputados o projeto de lei que torna ainda mais flexível, e amplia a utilização de agrotóxicos no país. A votação do PL de autoria do senador Blairo Maggi (Progressistas), é articulado pela bancada ruralista e o governo de Michel Temer (MDB). Se aprovado, vai flexibilizar a pesquisa, produção, embalagem, rotulagem, o armazenamento, a comercialização, o controle, a inspeção e a fiscalização no uso de agrotóxicos. De acordo com o deputado federal Pedro Uczai (PT), esse projeto não pode ser aprovado, pois, flexibilizará ainda mais o uso de produtos com substâncias cancerígenas já banidas em outros países.

Uczai é contra o projeto.

Pré-candidato

O vereador de Joinville Odir Nunes (PSDB), me disse ontem que está motivado e que vai lançar a sua pré-candidatura a deputado estadual no dia 08 de junho, as 10h, na Lírica.

Operação fiscal

A Secretaria de Estado da Fazenda deflagrou uma das suas maiores operações fiscais na última semana. A operação Rhea realizou 2.228 fiscalizações em estabelecimentos de 56 municípios catarinenses. No total, 12% de irregularidades foram registradas. O gerente de fiscalização da Secretaria da Fazenda, Felipe Letsch, destaca que está sendo realizado um trabalho contínuo para regular o comércio varejista. Os 182 auditores que participaram da operação encontraram irregularidade em máquinas de cartão de crédito, Emissores de Cupom Fiscal, calculadoras e impressoras usadas para simular documentos, além do Programa Aplicativo Fiscal desatualizado.

Promotor e escritor

Além do cargo de promotor de justiça, Eduardo Sens dos Santos também atua na literatura. Escritor premiado, ele acaba de lançar o seu mais novo livro com o título: “Adroaldo, de majestosa”. O romance se passa no Sul do Brasil, na década de 20, na cidade de Majestosa, de colonização alemã. Língua e costumes alemães são mantidos no local. Construções típicas e a pasmaceira de uma cidade em que ninguém sai da linha, até que o governador nomeia um jovem advogado para o cargo de promotor público. A missão? Conter uma suposta célula separatista da cidade, que ameaçaria dividir o país. Apaixonado por romances policiais, o promotor Adroaldo chega à comarca de Majestosa decidido a pôr em prática as técnicas dos livros que se acumulam em sua biblioteca, mas nada funciona exatamente como ele pretende. Quando não é o desconhecimento da língua que o mete em confusões, é o choque cultural que faz com que enxergue crime e má-fé onde menos se espera. Uma metáfora moderna que explora o quixote que há em cada um de nós. O livro está sendo vendido ao valor de R$ 45,00 e os contatos podem ser feitos pelo Facebook do promotor.

Sens é promotor e escritor.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest