A análise da pesquisa ao Governo de SC, Bolsonaro lidera no estado e Colombo ao Senado entre outros destaques

Amin e Bauer lideram os dois cenários.

A pesquisa do Instituto Mapa apresentada ontem a noite pelo Ric Notícias e publicada hoje, apresenta um cenário que não é surpreendente. O recall eleitoral realmente coloca o ex-governador, Esperidião Amin (Progressistas), e o seu ex-vice, o senador Paulo Bauer (PSDB), na ponta, tanto que em um cenário o tucano lidera com 29%, enquanto que no segundo, Amin está a frente com 29,5%.

Mais atrás vem os deputados federais, Mauro Mariani (PMDB) e Décio Lima (PT), empatados com 11,6%, enquanto que Gelson Merisio (PSD) aparece com 8%. Essa pesquisa nos possibilita até mesmo, uma análise em relação ao levantamento do Paraná Pesquisas. A manutenção de Amin tecnicamente com o mesmo percentual, o crescimento de Bauer tendo sido o mais expressivo, enquanto que Mariani, Décio e Merisio com os nomes menos estadualizados, começam a ganhar um pouco mais de espaço, mas ainda distante dos que lideram.

Creio que a próxima pesquisa será mais esclarecedora, pelo comparativo que será possível fazer desses mesmos nomes, além da inclusão de outros pré-candidatos, a exemplo de João Rodrigues (PSD), Udo Dohler (PMDB) e Eduardo Pinho Moreira (PMDB). Além disso, o cenário está aberto, primeiro porque falta um pouco menos de um ano para a eleição e, segundo, o percentual de brancos e nulos é muito grande, oscilando nos cenários entre 20,2% e 25,9%, enquanto que os indecisos estão entre 10% e 13,9%.

Hoje os números servem tanto para a discussão interna dos partidos a respeito de candidaturas, como para os indecisos observarem o desempenho de cada nome, muito embora, um cenário mais real se revelará somente com o aproximar das eleições, sobretudo quando derem início aos debates e o corpo a corpo, até porque, alguns desses nomes poderão juntar forças para disputar o pleito.

Rejeição

As rejeições confirmam o que mostra a pesquisa de intenções de votos. Quanto mais expostos e estadualizados, é maior a possibilidade de ter mais intenções de votos e rejeição. Gelson Merisio (PSD) é o que apresenta o menor índice, com 18,7%. Mauro Mariani (PMDB) é o segundo com a menor rejeição com 22,1%, e Paulo Bauer (PSDB) tem 23,4%. As maiores rejeições são a de Esperidião Amin (Progressistas) com 30,7%, enquanto que o mais rejeitado é Décio Lima (PT) com 32,6% e, aí entra um desgaste não do parlamentar, mas, sim, de seu partido.

Senado Federal

O governador Raimundo Colombo (PSD) lidera a pesquisa de intenção de votos ao Senado com 19,7%, seguido de Esperidião Amin (Progressistas) que tem 16,8%. Paulo Bauer (PSDB) aparece com 9,3% e Paulo Bornhausen (PSB) tem 7,5%, empatado tecnicamente com Jorginho Mello (PR) com 7,4%. Cláudio Vignatti (PT) vem mais atrás com 5,1%, empatado tecnicamente com o empresário Luciano Hang (sem partido), com 4,7%. O interessante é que não aparecem nomes do PMDB neste levantamento, o que de certo modo deixa uma brecha nos resultados.

Colombo lidera pesquisa ao Senado.

Bolsonaro lidera

O perfil do eleitor catarinense é realmente conservador. Mesmo nos governos do PT, o PSDB sempre venceu as eleições aqui no estado. A pesquisa do Instituto Mapa confirma essa tendência de maior apoio aos adversários dos petistas, ao mostrar que o deputado federal, Jair Bolsonaro (Patriotas), lidera nos dois cenários, sendo no primeiro com 29,1%, com Lula (PT) em segundo com 20,4%. No segundo cenário sem o petista, Bolsonaro tem 30,3%, seguido por Marina Silva (Rede) que tem 11,5%, empatada tecnicamente com Geraldo Alckmin (PSDB) com 10%. Também empatados, Ciro Gomes (PDT) com 8,2% e Álvaro Dias (Podemos) com 7,7.

Bolsonaro lidera os dois cenários.

Governo é avaliado

56% da população catarinense aprova o governo de Raimundo Colombo (PSD), enquanto que 38% desaprova. Em relação a satisfação, a maioria apontou como regular, e que não confia. Sinal vermelho para Colombo, que deseja disputar uma vaga ao Senado. Se medirmos pela questão de equilíbrio fiscal, podemos dizer que o governo está cumprindo o seu papel e tornando o Estado através de uma política eficiente, um fortíssimo competidor aos outros estados na atração de empresas. Por outro lado, a situação preocupante da saúde, os problemas de segurança pública em alguns locais, além das delações balançaram a confiança em Colombo.

Pesquisa Ipsos

No mínimo estranha a pesquisa do Instituto Ipsos. Com a seguinte pergunta: “Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País”. Esse levantamento colocou o apresentador Luciano Huck como o nome que mais cresceu ao atingir 60% de aprovação, mas, ele nem pré-candidato é. As pessoas lembram do Huck no programa de TV, mas, será que ao vê-lo como candidato, o eleitor terá a mesma opinião? Huck surge como um nome dos que perderam a esperança nos políticos tradicionais, mas, é importante lembrar que o apresentador também terá que se aliar a esses, caso deseje entrar com força no cenário.

Huck avalia a possibilidade de disputar a presidência.
Foto: 1 News

Impressionante

Entre os presidenciáveis, o que me impressiona é o desempenho de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que apresenta crescimento desde junho, chegando a 43% de aprovação, porém, a desaprovação ao petista é maior, 56%. O ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, que foi convidado pelo PSB está com 43%, enquanto que Marina Silva (Rede) baixou para 34%. O interessante é que não vi o nome de Jair Bolsonaro.

Conversa amena

A conversa flagrada ontem pela coluna entre João Rodrigues (PSD), Esperidião Amin (Progressistas) e Paulo Bauer (PSDB), durante a sessão do Congresso Nacional, foi definida pelos participantes como excelente. Amin deu o tom ao dizer que o estado precisa de uma candidatura que se oponha aos peemedebistas, sob os olhares atentos de Rodrigues e Bauer. Já o tucano destacou que o PSDB trabalha pela sua candidatura enquanto que JR explicou a decisão que tomou de se lançar e, que defende uma ampla discussão para a formação de uma aliança. Ao final da conversa o trio se despediu dizendo: “Temos mais a conversar”.

Lançamento

Amanhã ao meio-dia em Braço do Norte, um evento que contará com a presença de prefeitos e lideranças do PSD, PSDB e Progressistas, servirá para o lançamento da pré-candidatura de João Rodrigues (PSD) ao Governo do Estado, e Júlio Garcia a deputado estadual. Rodrigues somente dará uma escapada do Sul, hoje ao meio-dia, quando irá a Florianópolis almoçar com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o governador Raimundo Colombo (PSD).

Pensão

O deputado estadual, Mauricio Eskudlark (PR), confirmou que recebeu do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Silvio Dreveck (Progressistas), a informação de que em dezembro deve ser votado o projeto de lei que trata do término das concessões de aposentadorias e pensões a ex-governadores do Estado. Atualmente os cofres públicos catarinenses desembolsam R$ 3,7 milhões em aposentadoria a oito ex-governadores e às viúvas de outros três. São R$ 30,47 milhões brutos por mês pagos para cada político que já exerceu o cargo de chefe do executivo e R$ 15 mil para cada viúva.

Saúde

Representando a bancada catarinense e reiterando os pleitos em relação à Saúde, o senador Dalirio Beber (PSDB), acompanhado da deputada federal, Carmen Zanotto (PPS), esteve em audiência com o ministro Ricardo Barros, a fim de reforçar a liberação de recursos pendentes no Ministério da Saúde para Santa Catarina, principalmente no que diz respeito aos serviços e habilitações hospitalares. A audiência aconteceu ontem no Ministério da Saúde.

Destaque

“Nesta semana, após um período de recuperação por problemas de saúde, o deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) retornou às suas funções parlamentares na Câmara dos Deputados em Brasília. Tebaldi encarou uma semana de intensas votações, como as Medidas Provisórias relacionadas à mineração e apreciação de vetos junto com colegas deputados e senadores no Congresso Nacional. Além das atividades no Plenário, o deputado retomou sua rotina de recepção de prefeitos, vices, vereadores e secretários municipais em seu gabinete. “

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest