Ampla aliança pode ser fechada no domingo em Santa Catarina

Por volta da meia-noite, o ex-governador Raimundo Colombo (PSD) recebeu em sua residência em Florianópolis, os deputados Gelson Merisio (PSD), Esperidião Amin (Progressistas), Silvio Dreveck (Progressistas) e João Paulo Kleinubing (DEM). No encontro que encerrou após as 2h da madrugada de hoje, foi desenhada uma chapa com Merisio a governador, Kleinubing a vice e Colombo e Amin ao Senado.

De manhã, Amin e Kleinubing foram vistos chegando ao gabinete de Merisio, informação que não está sendo confirmada oficialmente. O que se confirma, é a visita que o pessedista fez a João Amin (Progressistas), que disputará a reeleição a deputado estadual.

Por volta das 14h30, nova reunião, agora no escritório de Esperidião Amin. O encontro conta com a presença de Gelson Merisio e Silvio Dreveck. Não está confirmada a presença de Raimundo Colombo no local. É no encontro que acontece neste momento, que o martelo poderá ser batido, ou não.

Pode ampliar

Além do cenário que está sendo desenhando, no domingo a possível composição que deverá contar com o PSD, Progressistas e DEM, poderá ganhar mais um aliado, o PSDB.

Segundo uma fonte, nas conversas durante a semana, Gelson Merisio (PSD) concordou em ser vice dos tucanos, mas, com a condição de que o candidato a governador não fosse o senador Paulo Bauer, mas Napoleão Bernardes.

Pensando em se apresentar como uma opção para a cabeça, transformando a possível tríplice em polialiança, o presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira convocou ontem, uma reunião para domingo (5) no Andrade Hotéis no centro de Florianópolis. Será levado à pauta a retirada da candidatura de Paulo Bauer, para que Bernardes seja apresentado como o nome que poderá liderar a aliança.

Dentro do PSDB o clima não é bom. O partido está dividido entre os que desejam a manutenção do nome de Bauer, e os que defendem Napoleão como o nome que representa a renovação.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest