Amin provoca o MDB, Moreira aguarda a caneta para montar o governo entre outros destaques

Moreira receberá a caneta no próximo mês.

As primeiras exonerações no Governo do Estado já estão gerando insatisfações. De acordo com uma fonte, o ex-secretário adjunto de Estado da Saúde, André Bazzo, teria sido comunicado para tirar os seus pertences da secretaria, pois estava exonerado.

Conversei com Eduardo Pinho Moreira que assumirá o comando do Estado no próximo mês. Ele disse que não fez nenhum ato de exoneração e, que mudanças apenas na Saúde, já que Acélio Casagrande assumiu o comando. Ele também afirmou que os demais cargos de confiança terão que ser colocados à disposição no próximo dia 16 de fevereiro, quando começará a governar. “Os que eu achar que devem ficar, permanecerão, já os que devem ser exonerados, o serão”, afirmou.

Mesmo com as mudanças que terão, o ainda vice-governador garante que não será um governo de ruptura, pois, dará sequência ao mandato de Raimundo Colombo (PSD) que renunciará em abril. Enquanto isso, a base do MDB de Chapecó observa as movimentações. Um dos cargos é a Agência Regional de Chapecó, que hoje tem o nome de Gilberto Agnolin para assumir o posto, caso ele não vá para a Educação. De acordo com uma fonte, se Mauro Mariani não for o candidato a governador, o vereador Cleiton Fossá ganha força para assumir a ADR, já que desistirá da sua pré-candidatura a deputado estadual.

Conflito

A aproximação do vereador de Chapecó, Derli Maier (MDB), com o deputado Moacir Sopelsa (MDB), tem causado um certo incomodo entre as lideranças emedebistas na capital do Oeste. Acontece que há um acordo de que o diretório local trabalhará por candidaturas de Chapecó. No caso, Maier será pressionado a definir a sua situação, já que a base de Sopelsa é Concórdia.

Austeridade

O presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó Itamar Agnoletto (PSDB), está começando o seu mandato defendendo uma administração econômica. Segundo ele, o país ainda vive um momento de crise. Agnoletto destacou que se for feita economia, será possível investir mais em saúde, educação e infraestrutura com a devolução do duodécimo ao Executivo.

Última fase

O diretor executivo do Sicom Eduardo Perone, chegou a última fase do processo seletivo que é realizado pelo partido Novo. Pré-candidato a deputado federal, Perone tem passado a exemplo de todos os outros postulantes a vaga de candidato, por uma seleção. Ele também está ajudando a coordenação nacional do Novo no Campo. No próximo dia 08 acontecerá uma reunião do setor em Chapecó.

Segurança

Informação que corre no litoral, dá conta de que o desembargador do Tribunal de Justiça, Sidney Dalabrida, poderá ser o próximo secretário de Estado da Segurança Pública. O atual titular do cargo, Cesar Grubba, se filiou ao PSB e se anunciou pré-candidato a deputado federal.

PT é processado

A colega Daisy Schio, que foi assessora do Partido dos Trabalhadores em Santa Catarina, deu entrada a uma ação trabalhista contra o PT. Segundo ela, a ação no valor de R$ 150 mil foi motivada pelo não pagamento de seus vencimentos, incluindo o valor referente a rescisão. Ela também afirma que trabalhou durante um ano e três meses sem carteira assinada e, quando pediu para que fosse feito o registro, acabou sendo demitida.

Contraponto

Liguei para a advogada do PT de Santa Catarina, Daniela Lima, que deu a versão do partido. Ela disse que ofereceu R$ 5 mil para o acerto, porém, alega que Daisy Schio era autônoma, ou seja, não tinha vínculo trabalhista por ter contrato através de um CNPJ. Ainda de acordo com Daniela, a defesa que ela faz do partido está sendo baseada na antiga CLT, que para determinar um vínculo empregatício precisava atender a uma série de requisitos. “Ela não cumpria horário, não era subordinada e não cumpria expediente. Já juntamos as notas fiscais que ela emitia para o partido”, afirmou a advogada. Quando questionada se o PT, que é contrário a pejotização, continuaria com a prática. Daniela disse que não cabe a ela responder.

Fecam

Amanhã as 14h a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), realizará a sua Assembleia Ordinária no auditório da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis. O prefeito de Itajaí Volnei Morastoni (MDB), será eleito presidente da entidade. A 1ª vice-presidente será a prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind; o segundo vice será o prefeito de Itapoá, Marlon Neuber; o prefeito de Xaxim Lírio Dagort (Progressistas) será o 3º vice-presidente, o prefeito de Rodeio Paulo Weiss, será o 1º secretário e o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes, 2º secretário.

Morastoni presidirá a Fecam

Amin provoca

“Udo na prévia do MDB, é a melhor notícia para a política catarinense. Vão sair da toca, Eduardo Pinho Moreira, Mauro Mariani e Dário Berger. Só com uma borrifada, três vão sair da toca. Isso confirma o provérbio popular que diz: Mutuca tira boi do mato”, afirmou o deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), após saber através desta coluna que o prefeito de Joinville Udo Dohler, deverá disputar a prévia do MDB.

Candidato

Para o presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, tanto o seu partido, quanto o MDB e o PSD, terão candidatos ao Governo do Estado. “Podemos ser amigos, mas cada um terá o seu candidato”, afirmou Vieira.

Prestação de conta

O deputado federal Celso Maldaner (MDB) realizou em Maravilha, um encontro de prestação de contas do trabalho desempenhado no ano passado. O saldo apresentado foi o empenho de mais de R$ 51 milhões em recursos individuais, de bancada e extras, e também o pagamento de mais de R$ 33 milhões que estavam pendentes desde o ano de 2009 em emendas parlamentares, contemplando 113 municípios. Ele disse que foi um ano inédito na captação e liberação de recursos para saúde, educação, infraestrutura rural e urbana, segurança, esporte e lazer.

Safra

O ano passado teve a maior safra de soja da história de Santa Catarina, e boa parte da colheita foi para a exportação. O produto representou 9,7% de tudo o que o estado exportou em 2017 e, de janeiro a novembro do último ano, foram embarcadas 1,8 milhão de toneladas do grão – 17,9% a mais do que em 2016. Em cinco anos, as exportações catarinenses do complexo soja aumentaram 116%, passando de 874,3 mil toneladas em 2012 para 1,8 milhão de toneladas no último ano e faturando US$ 745,7 milhões.

Destaque

“A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e o Conselho Deliberativo reúnem-se hoje, às 18h30 na sede da ACIC, para um programa de três itens. Na pauta estão a prestação e aprovação de contas de 2017, eleição de novos conselheiros e eleição dos novos dirigentes do Conselho Deliberativo. Todos os associados são convocados para participar da reunião.”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest