AMIN PODE SER MOREIRA

Se o deputado Gelson Merísio (PSD) não figura na ponta de cima das pesquisas parece pouco preocupado com isso. Sua estratégia tem sido a da lei da sobrevivência, um dia de cada vez. A fase atual é a da definição de candidaturas.  Pesquisa agora é mera pirotécnica comercial ou midiática. Estrategicamente as amarras são feitas internamente nos partidos. São os convencionais dos partidos que decidem quem serão os candidatos e não as pesquisas. Essa parece ser a aposta de Merísio. No MDB Mauro Mariani não jogou muito diferente. Desde sempre defendia prévias. Bateu o pé e Eduardo Moreira saiu do jogo antes de testar a sua capacidade interna no MDB, mesmo que nas pesquisas liderava bem. A situação de Merísio é parecida. Para Esperidião Amin não basta estar bem nas pesquisas, precisa ir por etapas e a da vez é a escolha interna. No caso dele com a agravante de que não basta vencer a prévia progressista. Precisa manter a aliança construída por Gelson Merísio. Amin poder ser Moreira em breve, ou seja, sair do jogo antes.

CASA NOVA

Foi apresentada ontem a proposta de criação de um fundo específico para construção da nova sede da Câmara de Vereadores de Içara. Em Criciúma este fundo chegou a ser criado e mais tarde zerado com a devolução do dinheiro ao Executivo. Hoje em Criciúma Legislativo e Executivo seguem conversando para construir a nova sede.

 SEGURANÇA

Ontem aconteceu mais uma rodada com discussão de tema que é prioridade na cidade de Criciúma. Desta vez o palestrante foi o coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, comandante geral da Polícia Militar em Santa Catarina. Não é de hoje que a Associação Empresarial de Criciúma está diretamente envolvida com a questão de segurança pública. O GGI, Gabinete de Gestão Integrada, que nasceu por ocasião da reação da sociedade ao assassinato da médica Mirela Peruchi, em abril de 2015, é hoje eficiente mecanismo da organização social no combate à violência. Dele participam representantes de entidades com ativa participação no debate das prioridades da cidade. O GGI é mais um órgão abrigado sob o “guarda-chuva” da ACIC.

REPRESENTAÇÃO

Devemos creditar à direção da Associação Empresarial de Criciúma sucessivas mobilizações que garantiram atendimento de algumas prioridades da cidade. Caso mais recente ocorreu na semana passada, quando o próprio presidente da entidade, Moacir Dagostin, capitaneou busca de solução à instalação do Centro de Inovação Tecnológica do Governo do Estado em Criciúma. Não fosse aquela reação estaria tudo parado.

FALA MELHOR QUEM CALA

No ambiente local os petistas andam recolhidos. Nem a jogada ensaiada por alguns deputados com um desembargador do Rio Grande do Sul, neste fim de semana, tirou os petistas da região sul, da caserna. Individualmente é possível recolher o entendimento de que o mesmo ambiente que um dia lhes foi muito favorável, hoje se põem ao avesso. Nunca antes na história do movimento esquerdista do sul ele esteve tão acuado. Nas emissoras de rádio, por onde petistas ecoavam seus brados, quase nem aparecem mais, exceção à divulgação de alguns movimentos pontuais de campanha. Os petistas são avisados pelos radialistas que quando eles falam parecem provocar ainda mais a ira dos ouvintes. O silêncio agora é estratégico.

NO PODER Só ontem o PSD aumentou duas prefeituras na região sul do Estado, mesmo que seja de forma temporária. O prefeito Joares Ponticelli (PP) licenciou-se e assumiu o vice-prefeito Caio Tokarski (PSD). Em Maracajá o prefeito Arlindo Rocha licenciou-se e assumiu o presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Leandro (PSD).

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest