Amin de volta da viagem à Síria, Deschamps poderá ficar no governo, Paulo França na Infraestrutura entre outros destaques

O deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), chegou de viagem à Síria na madrugada de ontem, por volta das 02h. No início da tarde ele pegou o carro e, junto com a esposa Ângela Amin (Progressistas), e um dos filhos do casal, o deputado estadual João Amin (Progressistas), foi até São Joaquim, na Serra.

Amin me disse que foi triste ver o quadro de destruição que assola os sírios, situação provocada pelos terroristas do Estado Islâmico. “A palavra que me veio, é resiliência. As pessoas tem que conviver com aquilo, trabalhar com aquilo, sobreviver, adaptar-se a uma realidade complicada”, destacou.

Uma das coisas que mais impressionou o deputado, foi o encontro que a missão teve com o ministro da Reconciliação Nacional, Ali Haidar. Ele não pertence ao Bath, partido do presidente sírio, Bashar Al Assad, mas, descreveu aos brasileiros os passos que estão tentando dar nas áreas em que o conflito terminou, ou é considerado encerrado, a exemplo do desarmamento, além dos programas de natureza social e econômica. Amin considerou Haidar um homem singular, pois, perdeu um filho de 21 anos no conflito e não revela amargura.

Outro ponto da viagem foram as visitas ao mercado e a Mesquita Omíada, locais que foram bombardeados no dia seguinte pelo exército israelense e por terroristas, além de Homs, que teve várias ruas com minas. Os parlamentares da missão trabalharão para que o Brasil volte a ter um embaixador em Damasco, o que poderá facilitar os negócios entre os sírios e o nosso país. Um exemplo é que eles precisam reconstruir as cidades destruídas pela guerra, além de consultoria em engenharia.

Por fim, o questionei a respeito do lançamento de sua pré-candidatura ao Governo do Estado, mas, Esperidião Amin preferiu responder através de uma reflexão: “Se a Síria me ensinou uma coisa, é de como é bom discutir e trocar ideia. Na guerra não tem vencedor, somente aproveitador”, afirmou.

Vai convocar

Ainda não há data, mas o deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), convocará o seu partido para discutir o lançamento de sua pré-candidatura ao Governo do Estado. Amin segue pregando que a legenda tenha candidato, para evitar qualquer risco de que se repita o ocorrido em 2014.

Pode ficar

Conversei rapidamente com o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, que está de férias com a família nos Estados Unidos. O questionei sobre a vontade do vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), de contar com ele para a continuidade do governo quando o emedebista assumir. Em resposta, Deschamps disse que na volta aguardará ser chamado para conversar e, não descarta a possibilidade de permanecer no cargo. “Tem um trabalho bacana ai, e uma série de oportunidades”, afirmou o secretário que é filiado ao PSD. A questão é de que forma reagirá os pessedistas que defendem o desembarque do governo, quando Pinho Moreira assumir.

Deschamps poderá ficar no cargo.
Foto: Divulgação

Grubba pré-candidato

O secretário de Estado da Segurança Pública, Cesar Grubba, se filiará ao PSD para tentar uma vaga na Câmara dos Deputados. Ele atende a um convite do deputado estadual Gelson Merisio, que é pré-candidato ao Governo do Estado. Ele deixa o cargo até a primeira quinzena de fevereiro quando Eduardo Pinho Moreira (MDB) assumirá o Estado.

Grubba aceitou o convite feito por Merisio.
Foto: Secom

Casan

Em conversa com o diretor de Operações e Expansão da Casan, Paulo Meller, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) ouviu que o dirigente da estatal não está interessado em deixar os cargos que ocupa para ser o presidente da Casan. Meller chegou a ser o primeiro da lista, porém, recuou abrindo espaço para que o atual presidente da empresa, Valter Gallina, possa colocar alguém de sua confiança.

Infraestrutura

O nome de Paulo França surge com força para ser o secretário de Estado da Infraestrutura. Agora, o que me chamou a atenção é que ele foi escolhido pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), mas, agrada a vários setores, incluindo do PSDB, a exemplo do senador Dalírio Beber, e o prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes. Os tucanos participarão das escolhas?

França acumulará a função com o Deinfra.
Foto: Divulgação

Pela Previdência

Ontem o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM), visitou o governador Raimundo Colombo (PSD), na Casa D’Agronômica. Ele foi acompanhado do deputado federal Heráclito Fortes (PSB), e do ex-senador Jorge Bornhausen. Maia pediu o apoio de Colombo junto a bancada catarinense, para que seja aprovada a reforma da Previdência. Colombo também irá conversar com o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), para que ele fale com os deputados emedebistas. Pelas contas do governo, faltam cerca de 50 votos.

Maia pediu o apoio de Colombo.
Foto: Júlio Cavalheiro/Secom

Consequência

A demora na aprovação da Reforma da Previdência, já teve os seus efeitos práticos. Ontem a agência internacional de risco Standard&Poor’s, rebaixou a nota de crédito do Brasil, alegando que o país não está fazendo o dever de casa, ao não aprovar as medidas fiscais para reequilibrar as contas públicas. Em suma, o crédito para o Brasil fica mais caro, pois, há um maior risco de calote. O que surpreendeu é que a perspectiva para o rating brasileiro foi elevada para estável, quando antes era negativo.

Animais

No mínimo lamentável a lei aprovada por unanimidade pela Câmara de Vereadores de Jaborá, e sancionada pelo prefeito, que permite até, a eutanásia de animais de rua. Em nota, a prefeitura explicou que a lei ainda está sendo regulamentada e, não objetiva a simples “eliminação de animais” por eutanásia, pois, cria um programa de controle de zoonoses, o qual prevê a castração, inclusive com a possibilidade das despesas serem arcadas pelo município no caso de animais de famílias de baixa renda, e ainda a responsabilização dos proprietários dos animais. A nota diz ainda que a proibição de animais soltos e os procedimentos de resgate, adoção, doação e eutanásia já estavam previstos no código de posturas municipal.

Abre precedente

Em tempos de tantas agressões e covardia contra os animais, esse tipo de lei aprovada em Jaborá, abre um perigoso precedente quando permite a eutanásia. Essa situação precisa servir de exemplo negativo aos demais municípios, pois, é uma obrigação pensar no bem estar dos animais que merecem ter uma vida digna. Além disso, resolvendo essa questão, teremos a redução das zoonoses. É fundamental o envolvimento de toda a sociedade, unindo o poder público, a iniciativa privada, os clubes de serviços e demais entidades, para que sejam criados programas de castração, adoção entre outras iniciativas. Caros amigos, Mahatma Gandhi foi muito feliz ao afirmar que a grandeza de uma nação, pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.

Destaque

Hoje às 10h acontece a entrega do Centro de Saúde da Família do bairro Belvedere em Chapecó. O novo posto tem área de 455,29 m2, com 17 salas e está localizado na Estrada Principal nº 80- D, bairro Belvedere. Os recursos investidos nesta obra foram de R$ 853.334,30, oriundos do Ministério da Saúde e da Prefeitura de Chapecó.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest