Alesc revoga a contratação de servidores terceirizados

Na quarta-feira (13) eu divulguei em primeira mão, que a Assembleia Legislativa havia assinado um aditivo ao contrato que terceiriza serviços, para contar com mais 3o servidores. Ao todo seriam 19 cargos na categoria “pessoal administrativo”, cinco recepcionistas e, seis enquadrados como “pessoal administrativo 1”. O ato da mesa diretora assinado pelo presidente Aldo Schneider (MDB), faria com que o custo mensal passasse dos R$ 2,426 milhões, para R$ 2,730 milhões. Porém, agora a pouco a Alesc emitiu uma nota em que informa o cancelamento do aditivo. Segue:
“A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina informa que está revogando, de forma imediata, o aditivo ao contrato de serviço terceirizado que previa novos 30 postos de trabalho. Esclarece, ainda, que o motivo original para estas novas contratações se deu pelas 180 aposentadorias que aconteceram no Legislativo ao longo dos últimos 2 anos. Mas que em função de informações atualizadas hoje pela Secretaria do Estado da Fazenda sobre uma aproximada queda brusca na arrecadação do Estado, a administração da ALESC julgou mais prudente e adequado cancelar o aditivo contratual” –  Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest