Alckmin em SC, Mariani afirma que não recuará, Alesc contrata mais 30 cargos terceirizados entre outros destaques

Em resposta ao que escrevi ontem sobre a intenção do governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), de propor que o deputado federal Mauro Mariani (MDB) dispute ao Senado, o que deixaria o caminho livre para Moreira disputar a reeleição. Recebi uma manifestação de Mariani que mais uma vez, afirmou que o seu projeto é disputar o Governo do Estado e não o Senado.

Pré-candidato do MDB desde o ano passado, quando recebeu o apoio da sigla e do próprio Pinho Moreira, Mariani argumenta que vem se preparando há anos para o desafio. Disse que após mais de 20 anos de vida pública, onde segundo ele, trabalhou forte pelo fortalecimento e preservação do partido, que não aceitará ficar de fora do pleito. “A intenção é buscar um consenso. Se não for possível vamos ouvir as bases. A disputa está no DNA do MDB, que sempre saiu forte e unido desses momentos”, disse Mariani, que não aceita nem conversar sobre um recuo no projeto.

Portanto, a decisão de ter disputa ou não, cai no colo de Pinho Moreira que terá que decidir se mantem a sua disposição de se candidatar, o que vai gerar o confronto interno, ou se declinará e abraçará o projeto de Mariani. Ontem o governador chegou a dizer ao colega Roberto Azevedo, que precisa de dois dias para pensar, o que reforça a possibilidade de desistência, tudo em nome da união. Será?

Alckmin em SC

O pré-candidato a presidente da República Geraldo Alckmin (PSDB) cumpre desde ontem uma extensa agenda em Santa Catarina. Ele começou o dia em Joinville, onde participou de encontros e de um almoço com lideranças regionais.

A tarde embarcou para Chapecó, onde concedeu uma coletiva e palestrou para empresários. Alckmin recebeu algumas demandas das mãos do presidente do Centro Empresarial Chapecó, Nico Tozzo, que mostra algumas necessidades do Oeste, a exemplo do novo terminal do aeroporto Serafin Enoss Bertaso, a duplicação da BR-282 e o acesso a Chapecó pela BR-480, além do pedido para que as ferrovias Norte Sul e do Frango saiam do papel e se tornem uma realidade. Alckmin acompanhado do senador Paulo Bauer e do deputado estadual Marcos Vieira, também deu uma rápida passada no evento da ADVB, que homenageou o presidente da Coopercentral Aurora, Mário Lanznaster.

Lanznaster

Em evento prestigiado pelo setor produtivo e demais lideranças o presidente da Coopercentral Aurora, Mário Lanznaster, recebeu o prêmio Personalidade de Vendas da ADVB de Santa Catarina. Liderança com grande histórico e reconhecimento nacional, Lanznaster recebeu uma série de homenagens. O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) esteve presente ao lado do senador Paulo Bauer (PSDB) e do deputado estadual Marcos Vieira (PSDB). O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) havia confirmado a presença, mas não compareceu. O vice-prefeito Elio Cella (PR) representou o prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB) que está em viagem oficial a Buenos Aires na Argentina.

Susto no vôo

O avião fretado que transportou o pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin e dois assessores, o presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, senador Paulo Bauer, e Giancarlo Baraúna que cuida da comunicação de Vieira, deu um susto nos ocupantes. Como uma aeronave de pequeno porte, não atinge a altitude necessária para escapar das nuvens, o que fez com que o avião pegasse uma forte chuva na região de Caçador com ventos que ultrapassaram os 100 km. O vento de proa, ou seja, contra o nariz da aeronave era tão forte, que a viagem de Joinville a Chapecó durou cerca de uma hora e quarenta minutos. Os ocupantes se mostraram impressionados com a situação.

Konder Reis

O ex-governador Antonio Carlos Konder Reis, faleceu ontem aos 94 anos. Ele será sepultado na manhã de hoje em Itajaí. Considerado um dos políticos mais influentes de Santa Catarina, Konder Reis, primo de Jorge Bornhausen foi governador biônico entre 1975 e 1979, e assumiu em 1994 até o início de 1995. Foi deputado estadual, federal e senador. Militou na UDN, Arena, PDS e PFL. Ocupou a cadeira 22 na Academia Catarinense de Letras. O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) decretou luto oficial de sete dias. O ex-governador Raimundo Colombo (PSD) também se manifestou, a exemplo de outras lideranças estaduais. Um minuto de silêncio foi feito no Congresso Federal. O presidente da Associação Catarinense de Imprensa, Ademir Arnon também lamentou a morte de Konder Reis.

Terceirizados na Alesc

Chamou a atenção uma publicação no Diário Oficial da Assembleia Legislativa de ontem, de um aditivo no contrato do parlamento com a empresa Ondrepsb Limpeza e Serviços Especiais LTDA, acrescentando mais 30 servidores terceirizados. Ao todo são 19 na categoria “pessoal administrativo”, cinco recepcionistas e, seis enquadrados como “pessoal administrativo 1”. O ato da mesa diretora assinado pelo presidente Aldo Schneider (MDB), fará com que o custo mensal passe dos R$ 2,426 milhões, para R$ 2,730 milhões.

Compre de SC

Depois de lançar a campanha Compre de SC, que estimula a compra de produtos catarinenses, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) lançou mais um programa para tentar aquecer a econômica de Santa Catarina: fechou parceria com a Fecam para capacitar gestores municipais dentro do programa “Compra Legal”. O programa ensina os caminhos legais para que as compras municipais de até R$ 80 mil possam priorizar fornecedores e prestadores de serviços do município ou região. “Estamos agindo, comunicando e avançando no sentido de apoiar os empreendedores catarinenses, que geram emprego e renda em nosso Estado”, resumiu Pinho Moreira que assinou a parceria acompanhado do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Adenilso Biasus.

Rio Chapecozinho

A maior licitação dos sistemas de abastecimento de água de Santa Catarina teve na manhã de ontem, um importante passo. Seis consórcios e duas construtoras entregaram à CASAN os envelopes com documentação para habilitação e com propostas de preços para implantar a adutora, as estações de captação e tratamento e os reservatórios do Projeto Rio Chapecozinho, que vai solucionar problemas de abastecimento da região Oeste do Estado. Esta é a terceira licitação do projeto, a mais cara e a de maior porte. O valor orçado para as obras civis chegou a R$ 129.170.069,68.

Etapas

Outras duas etapas de licitação da adutora do Rio Chapecozinho já foram vencidas, sendo que o consórcio Supervisor SC Oeste–EP, formado pelas empresas Engevix e Prosul, vai gerenciar e fiscalizar a obra da macroadutora de 57 quilômetros que vai abastecer Chapecó, Xaxim, Xanxerê e Cordilheira Alta. A empresa Centerval venceu a licitação para fornecer a tubulação de 900mm e 1.000mm de diâmetro.

ATENÇÃO !! A PRÓXIMA COLUNA SOMENTE SERÁ PUBLICADA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA. MAS DURANTE ESSE PERÍODO, TODAS AS INFORMAÇÕES RELEVANTES SERÃO PUBLICADAS.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest